Células-Tronco

Confira as melhores reportagens sobre pesquisas com células-tronco

Confira as melhores reportagens sobre pesquisas com células-tronco – Poucos assuntos vêm chamando mais a atenção da população brasileira do que o desenvolvimento das pesquisas com células-tronco e o potencial terapêutico das tecnologias que estão sendo desenvolvidas com essas células é motivo de debate entre profissionais e leigos.

Separamos neste post três reportagens que trataram do assunto de maneira clara e objetiva, jogando uma luz nas várias possibilidades do uso dessas células, seja atualmente ou no futuro. O foco dessas notícias é mostrar melhor como funciona e quais são as utilidades do armazenamento de células-tronco do cordão umbilical. Confira!

Como funciona o armazenamento do Cordão Umbilical

Essa reportagem do Jornal Nacional, veiculada em junho deste ano, aborda as variáveis envolvidas no armazenamento de células-tronco provenientes do cordão umbilical. A matéria explica as diferenças entre os bancos de armazenamento públicos — que não cobram taxas e funcionam somente à base de doações — e os privados, que recolhem o material e o mantém devidamente armazenado e refrigerado mediante o pagamento de taxas anuais.

Os serviços podem ser ativados imediatamente após o parto e é mostrado como se realiza a extração e o armazenamento do sangue do cordão. A matéria também explica que a maior parte das pesquisas com células-tronco ainda está em fase experimental e que o uso delas atual é restrito ao tratamento de doenças do sangue, como a leucemia.

Mas o potencial terapêutico das células não deve ser descartado e os serviços que oferecem o armazenamento, gratuito ou não, estão realizando um importante papel, pois são enormes as chances de que vários usos ainda sejam descobertos e aplicáveis às tecnologias com células-tronco no futuro.

Células-tronco do cordão ajudam a tratar leucemia

Essa reportagem da RedeTV também tem como foco o armazenamento e uso das células-tronco vindas do cordão umbilical. Mas o tema central da matéria, sem dúvidas, é o uso de células-tronco para tratar a leucemia — um tipo de câncer que afeta as células do sangue. A notícia mostra a história de um rapaz que utilizou as células-tronco do cordão umbilical de sua irmã mais nova para ajudar no tratamento da doença, e o quão bem-sucedidos foram os resultados.

A reportagem também explica que, atualmente, o maior uso das células-tronco guardadas em bancos privados é para o tratamento de leucemia e que o compartilhamento do material entre irmãos é extremamente comum.

Novas pesquisas com células-tronco mostram potencial para regenerar órgãos debilitados

Essa matéria da Record tem foco em uma das várias pesquisas com células-tronco realizadas no mundo. O tema da reportagem envolve os estudos de um laboratório em Londres que busca retirar um tipo diferente de célula-tronco — a célula mesenquimal, originária do tecido do cordão umbilical — para regenerar órgãos debilitados.

Esse tipo de célula tem a capacidade de combater vários tipos de inflamações em tecidos diferentes do organismo humano e tem potencial para realizar terapias eficientes contra complicações do fígado, doenças genéticas do intestino e patologias raras da pele. Futuramente, muitos outros usos também poderão ser aplicáveis.

Interessante, não é? Gostou das reportagens e se interessou mais pelo armazenamento de células-tronco do cordão umbilical? Descubra como funciona o processo e veja como se cadastrar para o serviço de armazenamento da CordVida!

Categorias: Células-Tronco , Notícias

Tags: ,

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Aline Miranda de Souza

    Dra. Aline Miranda de Souza

    (CRM 129951/SP)
    Graduação em Medicina – Universidade São Francisco, 2007;
    Residência em Hematologia e Hemoterapia na FMUSP com aprimoramento em transplante de medula óssea;
    Residência em Clínica Médica no Hospital do Servidor Público do Estado de São Paulo;
    MBA Adm. Hospitalar – Centro Univ. S. Camilo.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.