Gravidez

Gravidez mês a mês: a saúde da grávida no nono mês da gestação

Nono mês de gravidez, ou melhor, a reta final para a mamãe conhecer seu filhinho! Assim fica até mais fácil enfrentar os dias de expectativa e suportar o peso do barrigão — lindo, mas cada vez mais pesado.

No último mês de gravidez, todas as outras etapas da pré-maternidade já foram vividas. Agora, um dos maiores desafios é mesmo controlar a ansiedade. No último artigo da série “Gravidez mês a mês”, os cuidados com a saúde da grávida envolvem dicas práticas como repouso, exercícios de respiração, preparação dos seios para a amamentação e controle da impaciência.

Como lidar com a ansiedade do nono mês de gestação?

Respire!

É claro que a gestante está muito ansiosa, principalmente se for mãe de primeira viagem. Uma das maneiras de lidar com a ansiedade é fazer exercícios de respiração. Há vários deles e alguns já são seus conhecidos dos meses anteriores, principalmente se teve dificuldades para respirar por causa da pressão do bebê contra os pulmões.

A boa notícia é que no nono mês de gravidez, em geral, o bebê “desce”, o que deixa os pulmões mais livres. Aproveite para respirar melhor e profundamente!

Compartilhe sua ansiedade

Converse com outras mães que também estão na mesma fase, afinal, todas estão ansiosas e nenhuma terá a sensação de que é a única pessoa a passar por isso. Mas cuidado para não “pegar” o medo alheio! Às vezes, um receio que nem passou pela sua mente pode ser o medo de outra futura mamãe e, basta ela contar sobre tal temor para as outras ficarem com a mesma preocupação. Por isso, muito cuidado para não adquirir mais uma preocupação.

Como fazer isso? Filtre em sua mente tudo o que ouvir tentando não absorver os sentimentos das outras mulheres. Tente conduzir a conversa com um tom mais agradável e descontraído sempre que alguém começar a reclamar demais.

Desvie o pensamento

Sempre que você pensar em como será o grande dia do parto e notar que está começando a sentir ansiedade, desvie o pensamento para coisas boas. E elas não faltam: cheire e toque as roupinhas de seu pequeno, vá mais vezes ao quartinho do seu bebê e o imagine dormindo no berço, ouça músicas relaxantes e coloque fones de ouvido na barriga para o bebê ouvir a mesma música, tome banhos relaxantes e use aqueles óleos e cremes que foram feitos especialmente para as mamães.

Visite o médico com mais frequência

As idas ao médico após a semana 36 (fim do oitavo mês e início do nono) devem ser semanais ou quantas vezes o médico pedir que a mamãe vá à consulta — a depender do tipo de gravidez, como as de risco, por exemplo.

É claro que nem precisamos dizer que a gestante deve aproveitar o máximo cada consulta tirando todas as dúvidas que ainda restarem. E, acredite, elas sempre existem! Para não se esquecer de nada, anote as perguntas que fará ao médico e fale até daquela dúvida que parece ser boba.

Como lidar com a oscilação de peso e os inchaços?

Embora a maioria das mamães engordem bastante durante a gestação, elas podem se surpreender ao subir na balança e notar que no nono mês de gravidez podem ter emagrecido de 500 g a até 1 kg. Mas se o peso corpóreo diminui, essa não é a sensação que se tem, afinal, o seu filho já cresceu tudo o que tinha que crescer e está pesado.

Além disso, os pés e tornozelos podem inchar e causar aquela desagradável sensação de peso. Para isso, nada melhor do que manter as pernas elevadas, fazer massagens suaves e usar as meias de compressão indicadas pelo médico. Sobre o inchaço nos seios, comentaremos mais adiante.

Quais mudanças ocorrem no corpo da mamãe no nono mês da gestação?

Inchaço e alteração de peso

Além do inchaço nos pés e tornozelos e da barriga estar mais baixa, seu umbigo poderá ficar saliente, a respiração pode se alterar dependendo da posição do bebê e do quanto você se sentir cansada. O peso do neném gera o cansaço e estar no nono mês de gravidez no verão brasileiro a deixará mais esgotada por causa da temperatura, pode apostar.

Alimentação da mamãe

Alimentar-se também pode não ser nada fácil, já que o bebê está grande e, por isso, comprimindo todos os seus órgãos, inclusive o estômago. Para evitar a sensação de estufamento, coma menos alimentos por vez, mas faça várias refeições por dia.

O contrário também pode acontecer, principalmente nas últimas semanas do nono mês: se o bebê descer e ficar encaixadinho para nascer, seu estômago pode ficar livre e sua alimentação mais fácil de ser realizada.

Bexiga muito comprimida

A bexiga é outro órgão que vai incomodar bastante e o motivo é o peso do bebê. A vontade de fazer xixi será bem mais frequente. E lembre-se de que sempre que esvaziar a bexiga é necessário uma correta higienização para evitar infecções que não são bem-vindas e podem, inclusive, serem transmitidas ao bebê no momento do nascimento (se o parto for normal). Além disso, as infecções urinárias são fatores de risco para parto prematuro.

Seios maiores e doloridos

Se sua produção de leite já começou, seus seios ficarão inchados e doloridos. Também pudera! As suas mamas estarão pesando cerca de 600 gramas a mais! Fazer massagens diárias de 5 minutinhos já vai eliminar um pouco do inchaço e enrijecer as mamas, além de preparar o mamilo (o que certamente você já sabe fazer). O uso constante do sutiã adequado e confortável é importante, além de darem sustentação às mamas.

Os exercícios de fortalecimento da musculatura (quando a sensação dolorosa permitir sua realização), manterão a integridade dos seios.

Outra função dos exercícios e das massagens é eliminar possíveis aderências na base dos mamilos para que eles fiquem mais salientes a cada dia, em forma de bico, o que facilitará a sucção pela boquinha do bebê, evitando — ou pelo menos minimizando — futuras rachaduras e dores.

É importante higienizar as mamas com óleos próprios para esse fim para remover restos de colostro que já podem estar saindo. Faça após as massagens das mamas e dos mamilos, e finalize a higienização com creme especifico.

Como saber se já estou em trabalho de parto?

A mamãe já estará em trabalho de parto se as contrações:

  • Ocorrem mais de 5 vezes em uma hora.
  • Acontecem em intervalos iguais (a cada 10 minutos, por exemplo).
  • Ficam piores ao se mover de um lado para o outro.
  • Durarem entre 30 a 70 segundos.

Se isso tudo acontecer, avise o seu médico, pois o bebê já está querendo sair, ver o rosto e ouvir a voz da sua mamãe. Parabéns!

Aproveite nossas dicas de saúde da grávida e tenha uma boa hora! Ainda tem dúvidas ou experiências curiosas dessa fase da gestação? Conte para nós!

Categorias: Gravidez , Terceiro trimestre de gravidez

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.