Gravidez

12 coisas que o pai deve fazer na hora do parto

O período da gestação de um bebê é marcado por uma enorme transformação emocional e física na mulher. A futura mamãe começa a experimentar novos sentimentos e descobertas a todo o momento, mas o que muita gente não sabe é que o pai também é afetado por esse período, inclusive nos preparativos para o parto (com mais ou menos intensidade porque isso depende de cada personalidade, claro).

Pais também ficam sentimentais, inseguros, ansiosos, felizes, afinal, mesmo que eles não posem de “estrela” (já que esse posto é da mulher mesmo), não quer dizer que eles sejam meros coadjuvantes. Ser pai é protagonizar junto, é caminhar pelo “tapete vermelho” de braços dados e sorriso no rosto.

E se a gestação já é uma montanha-russa, o que dizer do momento do parto? Para marinheiros de primeira viagem, então, nem se fala! Por isso, não importa qual o tipo de parto o casal escolheu, onde acontecerá, nem quem estará por perto: o que a mãe precisa mesmo nessa hora é de apoio do seu parceiro. E o pai deve atuar sendo realmente um companheiro.

Veja a seguir 12 coisas que o pai deve fazer para ajudar a mãe na hora do parto. Para ficar bem simples de entender, dividimos essas dicas em duas fases:

Fase 1: contrações, ruptura da bolsa? Começam os trabalhos!

O organismo da mãe vai avisar quando o bebê estiver pronto para nascer. Se os pais optaram por parto normal — ou até se escolheram cesariana, porém sem agendamento —, esse poderá ser um dos momentos de maior união antes da chegada do bebê.

Seja porque a bolsa estourou ou porque o ritmo e a frequência das contrações estão mais intensos, quando a mulher entra em trabalho de parto (TP) é o pai quem assume o controle para deixar a situação o mais tranquila possível para a mãe.

Portanto, existem algumas coisas que você, papai, precisa fazer para dar tudo certo na hora do parto.

  1. Primeiramente, mantenha a calma, respire fundo e concentre-se;
  2. Anote a frequência e a intensidade das contrações (em um papel ou uma nota no celular);
  3. Use o telefone ou aplicativo de mensagens para manter contato direto com o médico;
  4. O médico deve ser informado de cada novo evento, dor, sinal, etc;
  5. Garanta que a gestante esteja confortável e tranquila;
  6. Seja prestativo e fique atento a todas as necessidades da mulher (massagem, água morna, carinho);
  7. Ao mesmo tempo, certifique-se de que a bolsa da maternidade, os documentos, roupas da mamãe (tudo) está em ordem e — se possível — já coloque no carro;
  8. Durante o trajeto ao hospital, certifique-se de que a mulher está confortável;

O trabalho de parto pode ser rápido, mas também pode levar muitas horas. Daí a necessidade de acompanhar a mulher e notificar o médico a todo momento. É ele quem vai te orientar nesse espaço de tempo.

Se o casal optou pela cesariana com data marcada, não vai passar por esse processo mas, em todo caso, na hora de ir ao hospital, o pai pode e deve acompanhar todos os preparativos do parto de perto.

Dica: 6 coisas que todo futuro papai deve saber sobre gravidez!

Fase 2: no hospital

Nessa etapa, é preciso concentração e força! Assim que dão entrada no hospital, pai e mãe devem seguir as orientações da equipe médica e o companheiro precisa estar a postos para:

  1. Certificar-se de que tudo o que foi combinado com o médico está sendo cumprido (tem mulher que não quer anestesia, outras não querem soro, etc), por isso, o pai precisa estar atento;
  2. Dar suporte emocional à gestante (palavras de incentivo e força são bem-vindas) e nunca criticar o comportamento da mulher;
  3. Cuidar dos trâmites burocráticos assim que o bebê chegar ao mundo. Vai ser preciso assinar papéis, autorizações, pagamentos, etc. É o pai quem faz isso, portanto, procure se informar sobre tudo que vai ser preciso nessa hora para não deixar escapar nada;
  4. Acompanhar o bebê até o berçário para ver os primeiros cuidados. Enquanto isso, a mãe é preparada para ser levada ao quarto.

Pode ser que você seja um pai corajoso e multitarefas e que consiga, além de seguir as dicas anteriores, filmar ou fotografar tudo. Se essa for vontade dos dois, é só adicionar esse item no início do checklist.

Mas não se esqueça: a prioridade é o conforto, segurança e tranquilidade da mamãe. Se for preciso largue a câmera!

Clique o banner para acessar o guia que traz um checklist da maternidade e saiba mais sobre os preparativos para o nascimento:

Brincadeiras à parte, com essas dicas básicas é possível que você, papai, seja bastante elogiado no final do processo. E, certamente, a esposa agradece!

E, então, gostou das dicas de como o pais pode ajudar sua companheira na hora do parto? Compartilhe com os amigos nas redes sociais e assine nossa newsletter para ter acesso a outras dicas como essa!

Categorias: Gravidez , Tipos de parto / Pós parto

Tags: ,

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.