Gravidez

Veja os principais hábitos que você deve mudar para ter uma gravidez saudável

O exame confirmou o que você já desconfiava: um bebê está a caminho! Ao receber a notícia, é comum a futura mamãe começar a pensar em como sua vida será diferente com a chegada do novo membro da família. No entanto, para garantir uma gravidez saudável, as mudanças na rotina devem começar muito antes.

Evitar o stress e hidratar-se constantemente, por exemplo, são cuidados que devem ser observados imediatamente. Além disso, hábitos saudáveis devem ser adotados para garantir o seu bem-estar e a saúde do seu bebê. Saiba quais são eles!

Alimentação

A chegada de um novo integrante à família pode ser o estímulo que faltava para você aderir de vez a uma alimentação saudável e equilibrada. Leve em consideração que parte do que você ingere vai diretamente para o bebê, por isso evite alimentos ricos em açúcar, sal, gordura ou muito processados.

A medida também vai ajudar você a controlar o peso, diminuindo as chances de apresentar problemas de saúde recorrentes durante o período gestacional, como hipertensão e diabetes.

Evite também alimentos que podem conter bactérias, fungos e toxinas, como frutos do mar, peixes e ovos crus. Passe longe da carne mal passada e verifique se as verduras e legumes que você vai consumir foram bem lavados, para não correr o risco de contrair toxoplasmose.

Sapatos de salto alto e solado reto

Durante a gestação, o crescimento da barriga muda o centro de gravidade da mulher. Essa mudança projeta o corpo para trás na tentativa de compensar o peso. Isso acaba comprometendo o equilíbrio e deixando-a mais suscetível a quedas, especialmente se tiver que lidar com a dificuldade extra de se equilibrar em saltos altos.

Além disso, a ação do hormônio relaxina no tornozelo deixa os ligamentos mais frouxos e aumenta a probabilidade de torção no pé. Por isso, durante a gravidez, o ideal é ficar longe dos saltos muito altos, para evitar acidentes.

Substitua ainda aqueles de solado reto, como rasteirinhas ou sapatilhas, que forçam a coluna. Dê preferência aos sapatos com salto grosso, de no máximo 4 cm.

Banhos muito quentes

Apesar de trazerem uma sensação reconfortante, especialmente nos dias mais frios, os banhos quentes demais devem ser evitados durante a gestação, para diminuir os riscos de desmaios e queda de pressão.

Pelo mesmo motivo, também é uma boa ideia ficar longe da sauna. Durante a gravidez, os vasos da gestante ficam mais dilatados para facilitar a troca de sangue com o bebê, e esse aumento pode favorecer a queda da pressão sanguínea.

Produtos e procedimentos de beleza

Claro que você pode — e deve! — cuidar da beleza durante a gestação, mas é preciso fazer algumas adaptações. Durante esse período, deixe de lado cremes com ácido retinoico, já que a substância pode prejudicar a formação do bebê. Também evite aqueles com altas concentrações de uréia em sua formulação, uma vez que o composto ultrapassa facilmente a placenta e aumenta a penetração de outras substâncias na pele.

É importante também que você converse com o seu obstetra sobre a utilização de tinturas, especialmente no primeiro trimestre da gravidez, e a realização de procedimentos como escova progressiva e tratamentos estéticos.

Exercícios físicos

Salvo expressa contra indicações médicas, os exercícios físicos são fortemente indicados durante a gestação. Além de ajudarem no controle de peso, eles contribuem para o bem-estar geral da futura mamãe.

No entanto, é preciso ficar atenta à intensidade e ao tipo de exercício que você vai praticar. O ideal é evitar esportes de contato e aqueles em que haja alta probabilidade de quedas, como equitação e ciclismo outdoor.

Também não exagere no peso na musculação. Além de dores nas costas, os exercícios muito pesados podem induzir um parto prematuro. Já nas primeiras consultas com o seu médico, informe que tipo de atividade você está habituada a praticar e em que intensidade, para que a adaptação seja feita de acordo com seu histórico. Para as gestantes que já praticam atividade física regular, o importante é não aumentar significativamente a intensidade e peso nos exercícios, apenas manter a atividade que já faz.

Cigarro e álcool

O consumo dessas duas substância tem relação direta com problemas durante a gestação. Fumar nos três primeiros meses de gravidez, por exemplo, aumenta a chance de um aborto em 70%, além dos riscos de parto prematuro e descolamento da placenta.

Já as bebidas alcoólicas são extremamente prejudiciais porque o álcool atravessa facilmente a placenta e se mantém em altas concentrações na corrente sanguínea do bebê, que não tem capacidade para metabolizar rapidamente.

No primeiro trimestre da gestação, beber aumenta o risco de um aborto espontâneo. Também podem ocorrer problemas de malformação no feto ou a síndrome fetal alcoólica, caracterizada por uma série de distúrbios mentais e físicos, para gestantes que consomem bebida alcóolica diariamente.

No entanto, sabemos como é difícil vencer um vício. Caso a futura mamãe não consiga parar sozinha, é importante não esconder a questão do médico de sua confiança por medo ou vergonha, já que ele pode ajudá-la a enfrentar o problema.

Embora o ideal é que a gestante interrompa naturalmente o consumo de cigarro, em muitos casos, o profissional pode avaliar o uso de reposição de nicotina por meio de medicação. Além disso, você também pode procurar o apoio de um psicólogo ou psiquiatra para superar a questão e garantir a saúde do seu bebê!

Atividades domésticas

Gravidez não é doença e você pode sim seguir com suas atividades rotineiras caso não haja contra indicação do seu ginecologista. No entanto, é sempre importante tomar alguns cuidados para garantir o seu bem-estar e segurança, especialmente quando for realizar tarefas domésticas.

Evite o contato com produtos de limpeza mais pesados, com alta concentração química e cheiro muito forte, como água sanitária e amônia. Caso seja indispensável, use uma máscara e luvas quando for realizar a aplicação.

Se for varrer a casa, procure comprar uma vassoura de cabo longo, para que você não fique curvada. Quando for cozinhar ou lavar louça, procure usar um banquinho de cerca de 20 centímetros sobre um dos pés, alternando-os constantemente.

Seja qual for a atividade, pare por alguns instantes se sentir muito cansada. O ideal é que você vá se adaptando aos poucos às suas novas formas e às transformações que acontecem no seu corpo para abrigar uma nova vida.

Gostou de saber um pouco mais sobre que hábitos você deve adotar agora mesmo para que a sua gravidez saudável transcorra com tranquilidade e segurança? Então não se esqueça de nos seguir no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube, para receber mais informações importantes sobre esse período tão especial da sua vida!

Categorias: Gravidez , Saúde na gravidez

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.