Curiosidades da gravidez

8 conhecimentos de primeiros socorros para pais de primeira viagem

Pais e mães de primeira viagem tomam muito cuidado com a saúde e a integridade física dos seus filhos, porém, apesar de toda a atenção, é comum vivenciar situações em que os pequenos acabam se machucando ou colocando a sua vida em risco. Por esse motivo, todo pai e mãe deve ter alguns conhecimentos básicos de primeiros socorros para poder garantir o mínimo de segurança para seus filhos quando alguma emergência acontecer.

Listamos abaixo 8 conhecimentos de primeiros socorros para pais de primeira viagem que podem ser extremamente úteis para a segurança do seu filho. Confira!

Primeiros socorros essenciais

Cuidando de cortes

Alguns cortes superficiais podem se recuperar rapidamente, entretanto, algumas outras feridas podem precisar de alguns cuidados especiais para ser estancadas corretamente.

Lave o local do corte com um pouco de água corrente para ajudar a tirar o sangue e alguns resíduos e use um pano limpo para estancar a ferida. Cuidado ao aplicar medicações ou “receitas caseiras” no machucado para não infeccionar. Se o sangramento não parar, leve a criança imediatamente ao hospital para que um médico avalie a necessidade de suturar o corte.

Atenção quando a cabeça bate no chão

Quando as crianças caem e batem a cabeça no chão, é preciso ficar atento a algum sinal de problema. Caso a queda tenha resultado em corte, higienize o local e faça compressão com um pano limpo, mantendo sempre a cabeça elevada. Se a criança queixar de muitas dores no local, náuseas, tonturas, sonolência ou apresentar vômitos, corra para o hospital mais próximo para evitar complicações.

Caso seu filho apresente convulsões depois da queda, posicione o seu corpo de lado para que ele não engasgue com a saliva ou outra secreção. Anote o tempo que durou a convulsão e corra para o hospital assim que ela cessar.

Como agir em intoxicações

Crianças frequentemente ingerem produtos que podem resultar em pequenos quadros de intoxicação, momentâneos ou mais graves. Assim que você identificar que seu filho ingeriu algo tóxico (medicamentos, produtos de limpeza), corra para o hospital para que possa ser realizada a conduta médica correta para esses casos. Em hipótese alguma force o vômito ou ofereça a seu filho alguma bebida antes de consultar o médico.

Ingestão de pequenos objetos

Caso seu filho tenha levado a boca algum objeto pequeno que esteja atrapalhando sua respiração, estimule uma tosse para expelir o objeto e nunca tente forçar a retirada do produto da garganta da criança, pois isso só pode piorar o quadro. Caso a criança não consiga tossir, respirar ou falar, o ideal é levá-la imediatamente ao hospital.

Tratando queimaduras

Use água corrente para aliviar a dor da queimadura e, em caso de surgimento de bolhas, nunca arrebente sua superfície ou use medicamentos sem a recomendação médica. Em casos de queimaduras mais graves e extensas, por grandes partes do corpo, corra para o hospital mais próximo para realizar os curativos.

Cuidado com fraturas

Se a criança parece ter quebrado o braço, a perna ou algum outro osso, não tente resolver o problema ao forçar encaixar a estrutura no lugar original: imobilize imediatamente a região e corra para o hospital para que ela possa ser atendida o mais rápido possível.

Tratando picadas de insetos

Crianças são alvos fáceis de pernilongos e outros insetos que podem causar reações alérgicas. Se o seu filho está queixando de desconfortos com alguma picada, use compressas frias ou bolsas de gelo para aliviar a coceira e o inchaço do local — e de maneira alguma estimule a criança a coçar a ferida. Caso a coceira não melhore, consulte um médico para avaliar qual medicamento pode ser usado para melhorar os sintomas (nunca medique seu filho sem consultar um pediatra).

Se a picada for identificada como a de um inseto mais perigoso, como uma vespa, marimbondo ou abelha, leve imediatamente para o hospital para remover o ferrão e tratar a ferida.

Atenção a sinais de resposta alérgica

Se seu filho vem apresentando sintomas como olhos e lábios inchados, chiados ao respirar, taquicardia, náuseas e vômitos, ele pode estar apresentando alguma reação alérgica grave. Corra imediatamente ao hospital para tratar os sintomas e evitar o choque anafilático, que pode ser fatal. No caminho para o hospital, mantenha-o com a cabeça ereta e o pescoço em posição que facilite sua respiração.

Conhecer esses pequenos cuidados pode ser essencial para salvar a vida do seu filho em situações de emergência. Gostaria de citar algum outro cuidado de primeiro socorros que não citamos nesse texto? Deixe seu comentário!

Categorias: Curiosidades da gravidez , Gravidez

Tags: ,

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.