Curiosidades da gravidez

Menstruação e gravidez: esclareça aqui suas principais dúvidas

Você está fazendo tudo certo e cumprindo os cuidados recomendados durante a gestação. Mantém rotina de exercícios dentro das suas possibilidades, não carrega peso excessivo, alimenta-se bem, está com os exames em dia. Porém, em algum momento, vai ao banheiro e percebe um pouco de sangue descendo. “Ué, menstruação e gravidez combinam? E agora?”

A apreensão é grande. Sangrar nesse período pode ser bem assustador para muitas mamães. Entenda, neste post, os motivos, os riscos e o que deve ser feito caso isso aconteça com você. Continue a leitura!

É possível menstruar grávida?

Não é possível. Mas para entender o porquê, você primeiro precisa compreender como é o fluxo da menstruação.

A cada ciclo, o útero se prepara para receber o embrião. A menstruação ocorre quando não há fecundação do óvulo. Ele é eliminado junto com camadas do útero e tecido endometrial. Esse sangue é chamado de menstruação.

Já quando o óvulo é fecundado, os hormônios começam a agir de modo diferente no organismo. O estrogênio e a progesterona ficam elevados e preparam o endométrio, parte do útero, para receber e proteger o embrião. Quando este já está implantado, há elevação do hormônio gonadotrofina coriônica, ou HCG, o qual impede a mulher de ovular enquanto estiver grávida. Assim, se não há ovulação, o corpo não tem como produzir a menstruação.

Dica: Preocupada com a saúde do seu bebê? Comece pela atenção à gravidez!

O sangramento bem antes do dia da menstruação pode indicar gravidez?

Sim. Mas, na verdade, é um pequeno sangramento, não sendo considerado como menstruação. Pode acontecer por diversos motivos, como excesso de hormônios, ansiedade, mas o principal deles é a implantação do óvulo no endométrio (nidação).

Acompanhe cada estágio da sua gravidez com o aplicativo Semanas de Gestação. Clique no banner abaixo e acesse gratuitamente!

Mas, então, o que significa o sangue que desce durante a gestação?

O sangue que pode descer nesse período tem aspecto diferente do de uma menstruação de verdade. Enquanto, na menstruação, o sangue costuma ser mais intenso, avermelhado e com coágulos, o sangue na gravidez vem em menor quantidade, dura menos tempo e tem a coloração mais marrom.

Na gestação, esse sangue, quando saudável, é chamado de nidação. É mais comum no primeiro trimestre, mas também pode acontecer nas outras etapas e apresenta alguns motivos como:

  • mudanças hormonais;
  • pequena descamação da parede uterina, provocada pela implantação do óvulo;
  • deslocamento do saco gestacional;
  • infecções ginecológicas;
  • sensibilidade após relações sexuais;
  • gestação ectópica, que é quando o bebê cresce fora do útero. Pode causar dor e sangramento. Geralmente é descoberta nos primeiros exames, e o médico já faz as recomendações;
  • em casos mais sérios, aborto;
  • já no final da gravidez, a partir do terceiro trimestre, deve haver mais atenção da mulher em caso de sangramento, pois pode significar que ela está entrando em trabalho de parto ou ainda tendo dilatação do colo uterino.

Quanto tempo costuma durar o sangramento?

Quando é a nidação, que é o mais comum e acontece ainda nas primeiras semanas, dura por volta de dois ou três dias. Muitas mulheres confundem com menstruação e, por isso, pensam que não estão grávidas.

Acompanhe o dia-a-dia de uma das fases mais importantes da sua vida! Clique no banner abaixo e confira:

Que riscos a mulher corre?

Nem sempre isso é sintoma de algum risco, pois como já dito, a nidação tida nas primeiras semanas poderá ocasionar o sangramento.

É bom ter atenção quando o sangue ocorre mais perto do final da gestação e quando vem em grande quantidade, acompanhado por cólicas. Isso indica uma possibilidade de parto prematuro ou aborto espontâneo.

O que fazer em casos de sangramento?

O mais indicado é se dirigir a um hospital ou ao seu médico, para verificar se há gravidade, por meio de exames, como o ultrassom. Algumas gestações são classificadas como de grande risco e nelas o médico orienta que a mulher fique apenas de repouso em casa.

Exercícios físicos podem causar sangramentos?

Quando a gestante segue todas as orientações dos especialistas, fazendo as atividades mais leves, não fazendo abdominais e não pegando muito peso, é difícil que as práticas físicas sejam prejudiciais.

Pelo contrário, elas são boas para ajudar a futura mamãe a manter a saúde e a ativar a circulação sanguínea, além de manter o bom humor e ajudar na regulação hormonal. Só há recomendação para que sejam feitas a partir do segundo trimestre, pois, nos primeiros três meses, poderá ocorrer aborto espontâneo.

Dica: Que problemas podem ser identificados através do ultrassom gestacional?

Há outras atividades que possam causar sangramento e aborto?

Algumas práticas da futura mamãe poderão, sim, levar a uma perda de sangue. Então se atente para os seguintes casos.

Massagens

Massagens são muito boas nessa fase da vida. Mas alguns cuidados são necessários.

Não podem ser feitas na região da barriga, e o(a) profissional deverá saber antes que a mulher está gestante, de modo que possa realizar o procedimento da forma mais apropriada.

Chás

Alguns chás, como os de canela e de carqueja, parecem aumentar o risco de sangramentos. Logo, é melhor evitar o consumo de chás.

Caso opte por consumir algum, é importante pesquisar ou contar com orientação de pessoas que tenham saberes nessa área.

Produtos proibidos

Há componentes que não são recomendados, de maneira alguma, para as gestantes. Por exemplo, tintas para cabelo à base de amônia, formol e benzeno. No primeiro trimestre, principalmente, são proibidos pelo riscos de abortos e má formação

Fumar e beber álcool também não são atividades compatíveis com uma gravidez, pois também oferecem riscos à saúde da mãe e do bebê.

Negligência com os exames e a própria saúde

Algumas condições da mulher, como diabetes ou a tendência a ter trombose, implicam que ela tenha mais cuidados, com maior quantidade de exames de rotina e controle de taxas sanguíneas, por meio de hemogramas, além de medicações específicas.

Hábitos e atitudes podem proporcionar uma experiência mais gostosa e segura, tanto para você quanto para o seu bebê. Clique no banner e descubra quais são:

O sexo na gravidez pode provocar abortos espontâneos?

Por fim, já que estamos falando de sangramentos e da possibilidade de abortos naturais, consideramos importante falar sobre sexo durante a gravidez.

Essa questão desperta insegurança em algumas mulheres. Contudo, se estiver tudo ocorrendo bem, não há motivos para a futura mãe se preocupar quanto a sexo na gestação. Alguns médicos aconselham apenas a não fazer nada de modo violento.

Há situações, todavia, que demandarão maior zelo:

  • se a mulher tiver histórico de outros abortos;
  • se sentir dores nas relações;
  • se tiver apresentado sangramento que não seja a nidação;
  • se houver descolamento da placenta;
  • se acontecer perda de líquido amniótico;
  • se houver risco de parto prematuro.

Cuide da sua saúde e marque os exames solicitados pelo médico. Fazendo acompanhamento pré-natal, a probabilidade de a gestação ser bem-sucedida é maior. E se aparecerem dúvidas, sempre consulte o(a) obstetra da sua confiança.

Se você gostou de ler sobre menstruação e gravidez, poderá também se interessar por saber se é possível engravidar durante a gravidez. Boa leitura!

Categorias: Curiosidades da gravidez , Gravidez

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.