Criança

Amamentação em público: entenda como lidar com essa questão

O leite materno é o alimento mais importante para o desenvolvimento do bebê, e, até os 6 meses, é a forma de nutrição exclusiva indicada pelos médicos. E a recomendação importante dos profissionais a respeito da amamentação é dar sempre que o bebê quiser — a chamada livre demanda.

Mas e se você estiver na rua? A amamentação em público ainda é uma questão que levanta polêmicas no Brasil, e abordaremos alguns pontos sobre ela neste post!

O direito das mães de realizar a amamentação em público

O respeito à amamentação como um direito materno e da criança é ainda uma questão delicada no Brasil. O desconhecimento de leis que garantem esse direito causa, dia após dia, constrangimentos a algumas famílias que frequentam shoppings, restaurantes, bares e outros locais públicos. Vê-se na mídia relatos de episódios em que as mães foram repreendidas nesses locais pela gerência por estarem amamentando os filhos.

Em algumas cidades brasileiras, em estados como São Paulo e Santa Catarina, temos leis que preveem punição aos estabelecimentos de qualquer natureza (comercial, cultural, recreativo ou prestadores de serviços públicos ou privados), que impedirem as mães de amamentarem seus filhos dentro de suas instalações. Em alguns casos, há previsão de multa em dobro se registrada mais de uma ocorrência dentro de dois anos.

Na Câmara dos Deputados, há um projeto de lei que garante esse direito em todo o país ao tornar o impedimento à amamentação uma contravenção penal.

Com tanta recriminação, é compreensível que você se sinta constrangida de amamentar a criança em público, mas fique atenta a essas dicas:

  • Use roupas confortáveis que facilitem na hora de amamentar;
  • Treine em casa uma opção que seja confortável para você e eficiente para o bebê;
  • Caso se sinta mais à vontade, use uma fralda de pano.

Se apesar das leis você for incomodada ao amamentar seu bebê, não hesite em reclamar por seus direitos e denunciar o estabelecimento!

As posições de amamentação

Em casa, tudo é simples e conhecido. Mas amamentar em público, sem a poltrona de amamentação ou os locais aos quais você já está acostumada, pode ser um problema. Como dissemos, a primeira medida é treinar em casa alguma posição em que fiquem confortáveis o bebê e você.

Algumas opções, como o sling (tecido que se envolve no corpo), facilitam a amamentação porque já deixam a criança em uma posição propícia.

A importância da amamentação

O aleitamento materno é uma ação de proteção e promoção da infância que, apesar de ainda causar estranhamento quando realizado em público, não pode ser deixada de lado. Pelo contrário.

O que vemos com a evolução do pensamento social em relação à amamentação está descrito em leis como essas que citamos acima, que multam aqueles que tentam embaraçar uma atitude necessária e transformadora — não só socialmente, mas entre mãe e bebê. A amamentação é o momento em que há maior interação entre eles, em que os vínculos são fortalecidos e o desenvolvimento afetivo estimulado. É uma atividade que só traz benefícios, físicos e emocionais, que jamais deve ser coibida por pensamentos mais retrógrados.

Além das questões que envolvem a amamentação em público, veja um pouco mais sobre os benefícios que ela traz para o bebê e para a mulher!

Categorias: Criança , Gravidez

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Mariana Mader Pires de Castro

    Dra. Mariana Mader Pires de Castro

    (CRM: 876879RJ)
    Graduação em Medicina pela Universidade Estácio de Sá;
    Residência Médica em Pediatria pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
    Residência Médica em Endocrinologia Pediátrica pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);
    Certificado de Atuação na Área de Endocrinologia Pediátrica (CAAEP)- RJ; Mestrado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.