Gravidez

Gravidez mês a mês: a saúde da grávida no sétimo mês de gestação

O sétimo mês de gestação chegou! A ansiedade aflora e o bebê está muito maior e mais espertinho, mas os cuidados devem continuar. Para que o seu pequeno nasça saudável e para que a gestante tenha um parto tranquilo, é preciso seguir com algumas recomendações.

E sempre atentos ao acompanhamento da gravidez mês a mês, criamos mais este artigo da série “Saúde da Grávida” especialmente para você! Confira:

Características da gravidez nesse período

No sétimo mês de gestação, os incômodos físicos aumentam por conta do aumento de peso. O espaço no útero é cada vez menor com o crescimento do bebê e o aumento da sua movimentação. Outra característica é o aumento da fadiga, já que o corpo da gestante tem que suportar uma carga bem maior. A barriga já está grande e isso pode atrapalhar o sono. Uma dica importante é relaxar e descansar, mas se nem assim conseguir ter uma boa noite de sono, é aconselhável procurar o seu médico.

Falta de ar e sensibilidade nos olhos são alguns dos sintomas que a gestante também pode sentir, além de problemas gastrointestinais — que se dão por causa da compressão do útero sobre o intestino, causando alguns incômodos. Os seios aumentam de forma significativa, junto com o inchaço dos pés e pernas, e a presença de estrias não é descartada.

Características do bebê

O bebê está muito maior e já consegue abrir e fechar os olhos! Não se assuste se sentir uma tranquilidade durante algumas horas, pois nessa fase o seu neném dorme muito mais e adora descansar.

Os pulmões do bebê são muito mais desenvolvidos. Ele poderá pesar de 1 a 1,3 quilos, medindo entre 36 a 40 centímetros.

Os sentidos do bebê

Nessa fase, ele já consegue fazer várias coisas, como abrir e fechar os olhos, ter maior percepção de luz, inclusive diferenciar claro e escuro, e também já consegue distinguir o gosto amargo e o gosto doce.

Ele adora ouvir sons, então não deixe de colocar canções de ninar para ele ouvir!

Cuidados com a gestação

Como o bebê está quase formado, é comum sentir dores nas costas, sensibilidade e problemas gastrointestinais por conta da compressão do útero sobre o intestino e afrouxamento da musculatura, como dissemos.

Para evitar as dores nas costas, a nossa sugestão é praticar yoga no início da gravidez, pois além de ajudar no alívio das dores, controla a respiração e ajuda a relaxar. Outra atividade sem impacto muito indicada é a hidroginástica.

Dieta para manter a saúde da gestante

Cãibras são muitos comuns nesse período, e o ideal é comer alimentos ricos em ferro, que ajudarão no melhor funcionamento do sistema digestivo. É de suma importância que a gestante também consuma alimentos ricos em cálcio, como aveia, beterraba, couve, espinafre, milho, laranja, e demais alimentos.

Passe longe do café, bebida alcoólica e cigarro! Evite também alimentos gordurosos e frituras, ou substitua o óleo comum por azeite de oliva extravirgem. O azeite previne doenças como arteriosclerose, melhora o funcionamento do estômago e favorece a absorção de cálcio.

Exames que devem ser realizados

Alguns exames são imprescindíveis no sétimo mês de gestação, como o ultrassom dopplerfluxometria, que serve basicamente para avaliar o desenvolvimento do feto. Ele avalia também os nutrientes que estão sendo enviados da gestante para o bebê. Esse exame pode ser feito mensalmente se o seu médico achar necessário.

A coleta de material é feita para identificar se há presença de alguma bactéria que possa causar infecções ao recém-nascido. Em caso positivo, o médico indica o tratamento adequado sem causar dano nenhum ao bebê — muito pelo contrário, ele costuma ser muito eficaz.

É muito importante também que a pressão seja medida em todas as consultas. Esse acompanhamento evita uma doença bastante comum durante a gravidez, chamada de pré-eclâmpsia, que, se não tratada, pode colocar em risco a saúde do seu bebê.

Atente-se aos riscos nesse período

O inchaço é muito comum, principalmente nas mãos, pés e tornozelos. Mas se ele não for excessivo, não há razões para se preocupar. Se estiver incomodando muito, procure imediatamente seu médico e peça alguma dica para avaliar o desconforto.

Uma boa dica é apoiar os pés sobre um banco quando estiver sentada, usar sapatos confortáveis e evitar meias e calças que possam bloquear a circulação.

A gravidez pode dificultar a produção de insulina, fazendo a futura mamãe adquirir um quadro de diabetes gestacional. Nesse caso, é necessário fazer um teste de glicemia.

A prisão de ventre também é uma situação normal durante a gravidez, e não chega a prejudicar o bebê, mas pode causar um leve desconforto abdominal.

Para tratar a prisão de ventre, anote umas dicas:

  • comer ameixa seca diariamente;
  • aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras;
  • aumentar o consumo de alimentos ricos em água;
  • beber de 1,5 a 2 litros de água por dia;
  • fazer exercícios para alongar a musculatura e caminhadas leves.

As últimas semanas do segundo trimestre de gravidez

Ao entrar na reta final da gestação, seu bebê pode pesar até 2 quilos! É muito importante conversar com ele sempre, pois ouvir o som da sua voz e o acalma. Ele ainda não tem controle total de suas mãos, por isso, é possível que ele puxe seus próprios cabelos quando encontrá-los e segure o cordão umbilical.

É possível que a gestante sinta dificuldade para respirar, isso é ocasionado pelo peso do útero que pressiona o diafragma, mas não se desespere! Essa sensação vai aliviar conforme o bebê vá descendo um pouco mais e se encaixando nos quadris da gestante. A mulher grávida também pode sentir desconforto ao deitar-se.

A dica aqui é tentar deitar virada para o lado esquerdo com uma almofada entre os joelhos, isso ajudará a relaxar e ficar um pouquinho mais confortável.

A ansiedade é quase incontrolável nessa fase — o que é mais do que natural —, portanto, procure tomar chás antes de dormir, assim, o sono será mais tranquilo e relaxante. O espaço dentro da barriga é cada vez mais apertado e os movimentos do bebê tendem a diminuir na medida em que o final da gravidez se aproxima. O útero se prepara para o parto, por isso a barriga fica cada vez mais dura. Para um parto tranquilo e saudável, seguir essas recomendações é de extrema importância.

Aproveite todas essas dicas e curta ao máximo esse momento tão importante que é a sua gravidez. Mas não deixe de compartilhar conosco as suas experiências no sétimo mês de gestação! Vamos adorar conhecer um pouco sobre esse momento tão especial!

Categorias: Gravidez , Terceiro trimestre de gravidez

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.