Criança

Saiba como escolher as roupas de bebê para o seu filho

Comprar as roupinhas para o enxoval do bebê que está a caminho pode ser um desafio, principalmente se ele for o primeiro filho do casal. Apesar de parecer um bicho de sete cabeças, escolher as roupas do bebê não é uma tarefa tão complicada assim.

Geralmente, devemos levar em consideração aqueles mesmos fatores que pensamos na hora de comprar nossas próprias roupas, exceto por alguns detalhes extras, que são muito importantes para a segurança do recém-nascido.

Assim, para facilitar as suas escolhas, trouxemos uma lista de requisitos que você deve prestar atenção antes de comprar as roupas de bebê para o seu filho. Venha conferir para acertar em cheio nas suas compras!

Planeje para não exagerar

Aqui, a palavra-chave é planejamento! Ele é fundamental para que o casal calcule a quantidade de itens e de dinheiro necessário para o enxoval. Dessa forma, é possível evitar aquelas compras exageradas, muito comuns entre os casais ansiosos para ter as primeiras roupas do bebê.

O planejamento pode ser feito no início da gravidez, assim, vocês terão mais tempo para juntar o dinheiro necessário. Ah! Não se esqueça de levar em consideração que vocês ganharão muitas roupinhas dos seus amigos e familiares, principalmente se fizer um chá de bebê.

Tenha como guia o peso do bebê

O peso é um guia muito eficiente para que você consiga acertar no tamanho das peças que está adquirindo. Assim, o mais recomendado é iniciar as compras a partir do sexto ou oitavo mês de gestação, época em que é mais fácil prever o peso do bebê ao nascer.

Geralmente, bebês de até 3,5 kg usam roupinhas de tamanho RN, sigla que significa recém-nascido. Quando a criança tem até 5 kg, normalmente o tamanho é P e, após passar desse peso, as peças ideias são as de tamanho M ou G.

É importante, também, não comprar tantas roupas de tamanho RN e procurar adquirir peças de tamanhos variados, visto que os bebês crescem muito rapidamente nos primeiros meses de vida.

Considere a estação em que ele ou ela nascerá

Outra questão muito importante a ser considerada é a estação do ano em que o bebê nascerá. Dito isso, se o seu filhote está previsto para o verão, invista em uma maior quantidade de roupas frescas e com pano mais leve. Por outro lado, se a estação for o inverno, compre mais peças que deixarão o seu bebê protegido do frio.

Como no Brasil as estações não são bem definidas, aqui, também, é fundamental prezar pela variedade, adquirindo tanto peças de frio quanto aquelas usadas em temperaturas mais elevadas.

Pense sempre no conforto e na praticidade das roupas de bebê

Apesar de as vezes parecer irresistível comprar roupinhas da moda, lembre-se de que o seu recém-nascido tem a pele sensível, fina e pouco resistente. Por isso, antes de mais nada, é preciso pensar na sua segurança e comodidade.

Nesse sentido, roupinhas cheias de enfeites podem deixá-lo incomodado, irritar ou mesmo machucar a sua pele. Assim, evite roupas com pedrinhas, zíperes, cordões, botões e outros detalhes decorativos, que, inclusive, podem ser engolidos por eles.

Quanto ao pano, valorize os confortáveis, como o algodão puro — que é leve e deixa a pele respirar-, e evite os tecidos sintéticos e felpudos, como o veludo e a lã, que podem soltar fiapos e provocar alergias. Dê preferência para roupinhas de cores pastéis e evite as de cores muito fortes, que podem ter grande quantidade de tinta e irritar a pele.

Além disso, os primeiros meses podem ser muito atribulados para o casal, já que eles estão aprendendo a lidar com um monte de novidades ao mesmo. Portanto, dê preferência para roupas práticas de vestir, com aberturas frontais ou laterais, de corte largo e sem golinhas apertadas. Velcros ou colchetes nas laterais, nos ombros e nas pernas também ajudam muito a colocar e retirar a roupinha e a trocar as fraldas, causando menos desconforto para o bebê.

Viu só que, apesar dos detalhes, escolher as roupas de bebê não é tão complicado assim? Gostou das nossas dicas? Então, compartilhe o nosso artigo nas suas redes sociais e ajude outras mamães de primeira viagem!

Categorias: Criança

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.