Células-Tronco

O que são células-tronco totipotentes e qual sua função? Veja aqui!

As células-tronco possuem como características principais a sua capacidade de auto-replicação e diferenciação. São capazes, portanto, de se diferenciar em diferentes tipos de tecido e de reproduzir uma cópia idêntica a si mesmo. Você conhece os diferentes tipos de células-tronco existentes? E sobre as células tronco totipotentes, já ouviu falar? Para ficar melhor informado, acompanhe o nosso texto!

O que é célula-tronco?

Que as células-tronco são muito especiais você já sabe. Mas o que as faz possuírem todo esse status? Para compreendermos melhor esse prestígio, precisamos antes saber como essas células surgem.

Assim que o espermatozóide fecunda o óvulo, se origina o zigoto. A partir daí, o zigoto vai sofrendo diversas mitoses, que dão origem a várias células. Essas células vão se diferenciando e originando os folhetos embrionários, que por sua vez também se diferenciam em diferentes tecidos e órgãos do organismo. 

São essas células que surgem através da mitose do zigoto que chamamos de células-tronco. Com uma estrutura extremamente simples, possuem duas capacidades especiais (que as distinguem de todas as outras células do organismo!): seu poder de autorrenovação (também chamado de multiplicação) e – mais interessante ainda – sua habilidade de diferenciação.

A autorrenovação permite à célula-tronco que ela se multiplique, porém de modo a se manter indiferenciada; ou seja, ela vai se repondo de forma constante a fim de fazer a manutenção dos tecidos. Já a diferenciação permite com que a célula-tronco se diferencie em vários tipos celulares. 

De maneira resumida, podemos explicar esse processo da seguinte forma: a célula inicial se divide e origina uma outra célula. Essa célula originada pode ou ser idêntica à célula de origem (fazendo, assim, com que esse grupo continue existindo) ou ser diferente (se diferenciando e dando origem, portanto, a outros grupos celulares específicos.

As células-tronco se distinguem de acordo com com o seu tipo celular e sua origem: temos as células-tronco adultas e as células tronco-embrionárias

Descubra como ter uma gravidez mais saudável para você e para o seu bebê.
  • Células-tronco adultas

As células-tronco adultas são adquiridas a partir de diversos tecidos humanos não embrionários, como o sangue, a placenta, a medula óssea e o cordão umbilical. Possuem a incrível capacidade de se auto regenerar e de se diferenciar nos diferentes tipos celulares que fazem parte daqueles tecidos de onde foram retiradas.

Como são retiradas diretamente do corpo do próprio paciente, as células-tronco adultas possuem um grau muito baixo de rejeição, o que as torna ideais para um uso terapêutico.

  • Células-tronco embrionárias

As células-tronco embrionárias, por sua vez, têm sua natureza exclusivamente nos embriões humanos. Foi no ano de 1998 que uma pesquisa comandada pelo biólogo James Thomson descobriu uma maneira de extrair essas células de embriões e armazená-las adequadamente.

Atualmente esses embriões, previamente descartados, ou são encontrados em clínicas de reprodução assistida – as famosas clínicas de fertilização – ou são produzidos por clonagem (para uso na pesquisa científica e para fins terapêuticos).

O poder de diferenciação das células-tronco embrionárias é grande, ou seja, elas têm a capacidade de se transformar em quase qualquer outra unidade celular. Mas é também justamente por isso que possuem uma chance maior de rejeição quando comparadas com as células tronco adultas.

Mas além de diferenciar as células-tronco pelo seu tipo celular, uma outra classificação também merece nossa atenção: a classificação segundo sua potencialidade

Esse é o caso das células pluripotentes, que originam todas as células formadoras de embriões; das células multipotentes, que possuem uma capacidade menor de diferenciação; e das células totipotentes, que originam todos os tipos celulares. 

E é sobre esse último tipo de células-tronco – as células totipotentes – que trataremos no restante do texto.

Dica: Conheça 5 benefícios de armazenar células-tronco

Células-tronco totipotentes

As células totipotentes são consideradas por alguns pesquisadores as células-tronco por excelência. Isso acontece porque elas são capazes de originar tanto o embrião quanto a placenta, isto é: tanto o organismo adulto – através do embrião – quanto a estrutura extraembrionária – o corpo placentário. 

Além disso, como apontamos anteriormente no texto, apenas as totipotentes conseguem formar qualquer um dos 216 tecidos que constituem o corpo humano. Isso faz delas células bem especiais, não é mesmo?

E onde as células-tronco totipotentes podem ser encontradas? Aqui, as particularidades das totipotentes continuam: para obtê-las é necessário ter acesso a um óvulo fecundado nas primeiras fases de divisão, ou seja: quando o embrião possui entre 16 e 64 células.

Segundo as pesquisas recentes, essas células conseguiriam fazer a diferenciação em todos os tecidos humanos até os 14 dias depois da fecundação. Sua coleta, portanto, teria que acontecer nesse estágio. 

Estudos mais aprofundados do funcionamento dessas células ainda estão em andamento devido ao seu caráter especial ligado diretamente ao embrião. Ainda é um mistério o que determina que uma célula-tronco se transforme em um tecido específico (no fígado e não em osso, por exemplo). 

Um estudo preliminar feito em laboratório, entretanto, indica que uma célula-tronco que teve contato com um tecido diferenciado se transforma naquele mesmo tipo de tecido com a qual ela teve contato. Ainda há muito caminho pela frente quando se trata de informação sobre esse tipo de célula, mas a pesquisa científica vem obtendo bons frutos.

A partir desses estudos preliminares frutíferos, as células-tronco têm sido vistas com bons olhos pela medicina como uma opção vantajosa e segura para o tratamento de várias doenças

Se as celulas tronco totipotentes são capazes de se diferenciar nos mais diversos tipos de tecidos do corpo humano, cultivar e direcionar essa diferenciação em laboratório teria um resultado promissor: a construção de órgãos e tecidos para sua utilização na cura de doenças.

Atualmente, a maior aplicação da terapia com células-tronco totipotentes acontece com a tentativa de regeneração de órgãos danificados. Essas células são aplicadas através de uma injeção nos tecidos lesados a fim de que se multipliquem e se diferenciem em células saudáveis daquele mesmo tipo de tecido. Os resultados são animadores e merecem a nossa atenção!

Além desse uso, as células-tronco também são utilizadas para o tratamento de doenças neurodegenerativas, especialmente leucemias, Alzheimer, Parkinson, esclerose múltipla, glaucoma, diabetes do tipo I, artrite e distrofia muscular. Com os estudos contínuos realizados na área, essa lista vem crescendo anualmente e causa entusiasmo entre os cientistas.

Se depois de ler esse texto sobre as células totipotentes você ficou interessado em saber mais sobre a terapia com células-tronco, não deixe de conhecer melhor a Cordvida! Somos um laboratório que é referência em coleta e armazenamento de células do cordão umbilical. A possibilidade de um futuro com mais segurança e saúde para você e sua família fazem dos serviços da Cordvida o investimento que vale a pena. Converse conosco e saiba mais sobre o nosso trabalho!

Categorias: Células-Tronco

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Cadastre seu e-mail e junte-se a elas

    Dra. Roberta Pasianotto Costa Trofo

    Dra. Roberta Pasianotto Costa Trofo

    (CRM 98.256/SP)
    Graduação em Medicina - Faculdade de Medicina de Jundiaí, 1999;
    Residência Médica em Clínica Médica e Patologia Clínica/Medicina Laboratorial na Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP;
    Especialização em Hematologia e Hemoterapia na Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP;
    Título de Especialista em Patologia Clínica/Medicina Laboratorial pela Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial - SBPC.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.