Gravidez

Como se preparar fisicamente para engravidar?

“E agora, como se preparar para engravidar?”. Essa é uma das dúvidas mais comuns entre as mulheres que desejam ser mamães. Afinal, os cuidados antes da gestação podem garantir uma gravidez tranquila e um bebê saudável.

Além de dizer adeus às substâncias tóxicas — como o cigarro e a bebida alcoólica —, é essencial realizar um bom pré-natal, adotar uma dieta balanceada e praticar exercícios físicos com autorização do seu médico.

Ficou interessada no assunto? Então, continue conosco! Vamos mostrar quais mudanças na alimentação e no estilo de vida serão necessárias para auxiliar na sua gestação. Confira!

Consulte um médico três meses antes de engravidar

Quem deseja ter uma gravidez planejada deve consultar um médico com bastante antecedência. Para as mulheres de até 35 anos a recomendação é ir ao ginecologista e obstetra cerca de três meses antes de engravidar.

Além de fazer os exames de rotina (preventivo, exame de mama, exame ginecológico, entre outros), será necessário informar ao médico eventuais doenças, como diabetes, epilepsia, depressão e hipertensão.

Essas informações são extremamente importantes, já que algumas medicações podem trazer riscos ao bebê. Por isso, caso seja necessário, o médico fará as adaptações necessárias em seu tratamento.

Na consulta, o profissional de saúde também pedirá um exame de sangue. Ele é essencial para detectar possíveis insuficiências alimentares e também para saber quais vacinas você precisará tomar.

Lembrando, caso você se sinta mais segura, vale visitar um médico com ainda mais antecedência. O mesmo se aplica se você tiver mais de 35 anos. Desse modo, as mudanças no estilo de vida e na alimentação prescritas pelo profissional terão mais tempo de surtir efeito em seu corpo e organismo.

Inclua alimentos ricos em ferro e ácido fólico na dieta

Quem está preparando o corpo para receber um bebê deve mudar alguns hábitos alimentares. Além de evitar frituras, industrializados e comidas ricas em sal, é necessário incluir na dieta bastante ferro e ácido fólico.

Isso acontece porque a necessidade de ferro (responsável pela produção de hemoglobina) no organismo de uma grávida aumenta consideravelmente com o desenvolvimento do feto e da placenta. Já o ácido fólico é uma vitamina que contribui para a redução de problemas congênitos no bebê.

A seguir, conheça alguns alimentos ricos nas vitaminas:

Ferro

  • carne vermelha;
  • batata;
  • brócolis;
  • espinafre;
  • ameixas;
  • leguminosas, como lentilha, ervilha e feijão;
  • aveia e quinoa;
  • coentro;
  • açúcar mascavo;
  • melaço de cana;
  • castanhas de caju.

Ácido fólico

  • vegetais verde escuros, como nabo, couve e alface mostarda;
  • aspargos;
  • brócolis;
  • frutas cítricas, como mamãe, laranja e morangos;
  • abacate;
  • quiabo;
  • sementes e nozes;
  • couve-flor;
  • beterraba;
  • milho;
  • aipo;
  • cenouras.

Além de inserir esses alimentos no cardápio, é importante ressaltar que a maioria das mulheres precisa tomar suplementação de ácido fólico cerca de três meses antes de engravidar. Por isso, o ideal é conversar com o seu médico sobre essa necessidade a fim de que ele lhe prescreva a quantidade ideal a ser consumida diariamente.

Dê adeus aos maus hábitos ao se preparar para engravidar

Quem fuma, bebe e ou é usuária de drogas deve abandonar esses hábitos completamente antes de pensar em engravidar, já que essas substâncias podem estar relacionadas com abortamento, prematuridade, distúrbios neurológicos, restrição do crescimento fetal, dentre outros problemas.

O médico é quem vai auxiliar as futuras mamães sobre o melhor método de parar com os vícios. Por isso, até mesmo o consumo de café deve ser informado no momento da consulta. Isso porque, em excesso, a cafeína também está vinculada a problemas com o feto. De acordo com os médios, o ideal é consumir até duas xícaras por dia.

Faça exercícios físicos

Engana-se quem pensa que grávida não pode se exercitar. Pelo contrário: algumas atividades físicas são altamente recomendadas para preparar o corpo para receber o bebê. Além de ajudar a perder peso, elas melhoram o humor, reduzem o estresse e aumentam a resistência — o que auxiliará o corpo a carregar o peso da criança.

Os benefícios não param por aí: as gestantes que praticam atividades têm menos desconfortos, como dores nas costas e fadiga. Caminhadas, natação, hidroginástica, bicicleta ergométrica, ioga e pilates são bons exercícios.

No entanto, vale destacar que o aval médico é indispensável para qualquer atividade. Além disso, é importante escolher um personal trainer que tenha experiência com gestantes, já que elas demandam algumas particularidades de treino.

Nos primeiros três meses de gravidez, por exemplo, é recomendado evitar elevar demais a temperatura corporal. Depois desse período, também é importante eliminar as atividades que são feitas no chão ou que precisem ficar muito tempo em pé.

Já se você é sedentária e deseja engravidar, o ideal é conversar com o seu médico para que ele prescreva os melhores exercícios no seu caso. É sempre aconselhável começar devagar e ir aumentando o ritmo. Durante a gestação, contudo, a intensidade do treino deverá diminuir novamente.

Esteja em dia com o cartão de vacinação

Estar em dia com o cartão de vacinação é outro fator importantíssimo para quem deseja se preparar para engravidar. Por meio das imunizações, é possível prevenir malformações no feto e até mesmo o aborto espontâneo.

O exame de sangue detectará a necessidade de vacinar-se. A seguir, veja as vacinações mais comuns para as futuras mamães:

  • rubéola: quem nunca tomou a vacina ou nunca teve a doença deve se imunizar pelo menos um mês antes de tentar engravidar. Esse tempo pode ser maior ou menor, dependendo da recomendação médica;
  • influenza (gripe): a dose da vacina pode ser prescrita em qualquer mês da gestação;
  • hepatite b: deve ser administrada em três doses, geralmente a partir do segundo trimestre da gestação.

Esperamos que vocês tenham gostado das nossas dicas para quem deseja ter um bebê. Lembre-se de que o filho é uma das coisas mais importantes da vida e sua chegada deve ser tratada com seriedade e compromisso. Pequenas mudanças no estilo de vida e na alimentação podem fazer toda a diferença na saúde do pequeno!

Se o nosso artigo sobre como se preparar para engravidar foi útil para você, compartilhe-o em suas redes sociais e ajude outras mamães a terem uma gestação tranquila e saudável!

Categorias: Gravidez

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.