Gravidez

Entenda os benefícios da aveia na gravidez

Você já deve ter ouvido falar que a nossa saúde é fruto do que comemos, certo? Durante a gravidez o cenário não é diferente, visto que tanto a qualidade da gestação como o bom desenvolvimento do bebê dependem diretamente de uma boa alimentação por parte da mamãe.

Enquanto determinados alimentos são indispensáveis para a nutrição da gestante e do feto, outros também são importantíssimos para prevenir a instalação de diferentes tipos de problemas de saúde. Esse é o caso da aveia, alimento funcional que traz inúmeros benefícios para a gestação.

No artigo de hoje, trouxemos informações valiosas sobre as principais vantagens do consumo de aveia na gravidez. Venha conferir para aprenda a utilizar e tirar proveito máximo desse alimento em um momento tão mágico da sua vida!

Que tipo de alimento é a aveia?

A aveia é uma planta do tipo cereal, pertencente à família das gramíneas, cujos grãos são altamente nutritivos e muito ricos em fibras, carboidratos complexos e minerais.

O tipo de fibra — beta-glucana — que compõe os grãos de aveia se diferencia dos demais vegetais por sua alta qualidade e, consequentemente, pela sua grande capacidade de beneficiar o organismo.

Tomando por base uma dieta de 2000 calorias, uma porção de três colheres de sopa ou de meia xícara de chá de aveia fornece 11% (2,75 g) da quantidade diária de 25 g de fibra necessária à alimentação.

Além da fibra, a aveia contém minerais como silício, cobre, magnésio, zinco, ferro, fósforo, potássio, sódio, cálcio, selênio e zinco. Outros nutrientes presentes na aveia são as proteínas, os carboidratos e as vitaminas B1, B3 e vitamina E.

Como a aveia pode ser utilizada na alimentação?

A aveia pode ser encontrada na forma de farelos, flocos ou farinha. O farelo é constituído pela parte externa do grão, motivo pelo qual é concentrado em fibras. Já a farinha é geralmente feita com a região interna do grão, por isso, tem menor quantidade de fibras. Por outro lado, os flocos de aveia são produzidos pela prensa integral do cereal, de forma que há a conservação da maior parte de seus nutrientes.

Para todas as apresentações da aveia, existem diferentes formas de consumo. Assim, esse alimento pode ser utilizado pela gestante no café da manhã, no lanche da tarde ou mesmo no almoço das seguintes maneiras:

  • Misturado na salada de frutas ou em frutas separadas, como na banana, por exemplo;
  • Polvilhada sobre as saladas de folhas;
  • Adicionada ao leite, iogurte, vitaminas ou mingau;
  • Batida junto ao suco;
  • No preparo de bolos, pães, biscoitos, panquecas e outras massas;
  • Como ingrediente de sopas e tortas salgadas.

Dica: Como deve ser a dieta para grávida no primeiro trimestre de gestação?

Quais são os benefícios da aveia na gravidez?

Devido às suas propriedades nutritivas e às suas ações preventivas contra vários tipos diferentes de doenças, a aveia é considerada como um alimento funcional.

Diante desse título, não é preciso muito para entender que a aveia traz muitos benefícios para a saúde da gestante e de seu bebê. A seguir, trouxemos algumas das principais vantagens de consumir a aveia na gravidez:

Ajuda a controlar o preso

Como a aveia é rica em carboidratos complexos, a digestão desse cereal é demorada, o que prolonga a sensação de saciedade. Além disso, ao absorver água, as beta-glucanas — fibras solúveis que compões esse cereal — formam um gel que forra o estômago, diminuindo a velocidade de esvaziamento e ajudando a prolongar ainda mais a saciedade.

Dessa forma, a gestante sente menos fome ao longo do dia, o que ajuda a controlar o seu ganho de peso durante esse período. Essa propriedade pode ser ainda mais interessante entre as mamães que já têm propensão a engordar muito na gravidez.

Auxilia no controle do colesterol

Estudos realizados em diversas partes do mundo têm indicado que as fibras solúveis que se encontram na composição dos grãos de aveia podem auxiliar no controle dos níveis sanguíneos de colesterol.

Acredita-se que esse controle pode ser ocasionado por dois mecanismos distintos. O primeiro deles se dá a partir da redução da produção de colesterol pelo corpo. Já o segundo ocorre pela diminuição da sua absorção no intestino, devido ao gel que é formado pelo contato das beta-glucanas com a água.

Dica: 8 exercícios físicos que uma grávida pode e deve praticar

Ajuda no controle dos níveis de glicose

O gel formado pelas fibras insolúveis da aveia também aumenta o tempo de absorção de glicose no intestino, tornando-a mais lenta, o que pode auxiliar no controle dos níveis desse açúcar no sangue.

Esse controle da glicose é de fundamental importância para gestantes que já possuem histórico de diabetes gestacional. O diabetes é uma importante complicação da gravidez e, quando não controlado, pode colocar em risco a vida e a saúde da mamãe e de seu bebê. Assim, a aveia pode ser utilizada para auxiliar na prevenção desse problema durante a gravidez.

Melhora a ação do sistema imunológico

Outro benefício da aveia na gravidez é a sua ação sobre o sistema imunológico do intestino, a partir da estimulação da flora presente nesse órgão.

Durante a gestação, há uma diminuição natural do funcionamento do sistema imunológico, deixando o corpo da mulher mais susceptível à contração de doenças infecciosas. Assim, o consumo regular da aveia pode ajudar a manter o funcionamento desse sistema no intestino da mamãe, diminuindo a chance da instalação de infecções por bactérias, vírus e fungos que, inclusive, podem ser transmitidas e prejudicar a saúde do feto.

Os componentes da aveia também ajudam a modular a ação das células responsáveis pela inflamação, reduzindo os processos inflamatórios recorrentes.

Fonte de ácido fólico e ferro

Além das fibras e dos outros nutrientes já citados, a aveia também é fonte de ácido fólico, ferro e vitamina. Esses dois nutrientes são de fundamental importância para a saúde da gestante e para o desenvolvimento adequado do bebê.

Clique no banner e prepare-se para uma gestação mais tranquila e saudável!

Ácido fólico

São inúmeros os benefícios do ácido fólico para a gestação, podendo ser citados: o auxílio na prevenção de malformações do feto, principalmente aquelas relacionadas ao cérebro; e a participação na formação do sistema nervoso do bebê.

Ferro

As gestantes têm maior chance de desenvolver anemia, principalmente no quinto mês de gravidez, quando o sistema circulatório do seu filho passa a funcionar ativamente. Por causa disso, esse mineral é indispensável como fonte de ferro para ambos — mamãe e bebê — durante a gestação.

Previne a constipação

A prisão de ventre é um dos sintomas clássicos da gravidez e uma das principais queixas das mamães nesse período. Como a aveia é rica em fibras insolúveis, que dão mais consistência ao bolo fecal, e solúveis, que formam um gel no intestino, ela ajuda a manter o trânsito intestinal, prevenindo as constipações durante a gravidez.

Ficou claro que são vários os benefícios da aveia na gravidez, não é mesmo? Então, passe a introduzir esse cereal na sua alimentação e dê ainda mais saúde para você e seu filho. Mas lembre-se de sempre consultar o seu obstetra antes de mudar o seu consumo alimentar durante esse período.

Aprovei e assine a nossa newsletter para receber informações exclusivas sobre a alimentação e outras dicas importantes sobre o mundo da gravidez!

Categorias: Gravidez

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.