Gravidez

6 fatos sobre o aumento de peso na gravidez

O ganho de peso na gravidez é uma situação bastante normal e esperada nessa fase da vida, visto que o corpo da mulher passa por várias transformações físicas e metabólicas para poder abrigar, confortavelmente, o bebê que vai se desenvolver durante os próximos meses.

Se você quer engravidar, mas ainda teme o aumento do peso durante esse período, precisa ler este artigo! Aqui vamos lhe apresentar alguns fatos e curiosidades sobre o ganho de peso na gravidez que vão ajudar a desmistificar essas mudanças corporais. Confira!

Gestantes ganham cerca de 1kg por mês

Uma informação que toda futura mamãe deve ter em mente logo no início da gravidez é que o ganho de peso é uma situação normal e indispensável para o bom desenvolvimento do seu filho. É claro que existe um limite para o que é considerado saudável, porém evitar ganhar peso nessa fase da vida é muito perigoso para a saúde de mãe e do bebê.

Especialistas estimam que as gestantes ganhem, em média, 1kg por mês, podendo ser essa quantidade maior ou menor em diferentes mulheres.

Dieta para emagrecer não é uma opção para gestantes acima do peso

Muitas gestantes que enfrentam problemas com o peso optam por fazer dietas radicais para não sofrer as consequências dos quilos a mais. Essa prática, entretanto, é totalmente contraindicada por especialistas na área da saúde.

A gestação é a fase da vida da mulher em que ela não pode sofrer nenhum tipo de privação alimentar — que é exatamente o que as dietas promovem. As gestantes optam por dietas restritivas durante a gravidez correm o risco de prejudicar a saúde do bebê, diminuindo a oferta de vários nutrientes essenciais para o desenvolvimento fetal. Para controlar o peso de maneira saudável, é recomendado procurar o auxílio de um nutricionista.

Dica: 7 dicas de alimentação saudável para gestantes

O aumento do peso na gravidez é uma consequência de vários fatores

O aumento de peso na gestação não é somente uma consequência das gordurinhas a mais que a gestante acumula no corpo, mas sim uma reunião de vários fatores que influenciam na mudança do organismo. Alguns dos responsáveis pelo aumento de peso na gestação são:

  • O bebê é o principal responsável pelos quilos extras no organismo da mulher. Até o final da gravidez ele pode pesar até 3,5kg (se for uma gestação saudável);
  • A placenta pesa aproximadamente 700g até o final da gestação;
  • A mulher ganha músculos também para poder sustentar o bebê. Quase 1kg de massa muscular é desenvolvida na região abdominal e dos membros inferiores;
  • Os seios aumentam bastante por causa das glândulas mamárias, e podem chegar a pesar 400g a mais;
  • A mulher ganha também cerca de 2kg só de líquido amniótico — aquele que envolve o bebê até seu nascimento;
  • É possível observar um aumento do volume de sangue no corpo também. É quase 1,5L a mais de volume sanguíneo circulando no organismo feminino;
  • O ganho de gordura também é inevitável nessa fase. São quase 4kg de massa gordurosa a mais no organismo da gestante até o nascimento do bebê.

No banner abaixo, veja hábitos e atitudes que proporcionam uma experiência mais gostosa e segura para você e seu bebê.

A mulher pode ganhar até 12kg no final da gestação de maneira saudável

Muitas mulheres se perguntam sobre o volume ideal de quilos que podem ganhar até o final da gestação sem colocar em risco a sua saúde, a saúde da criança e também o seu perfil estético. Especialistas em saúde da mulher e nutrição da gestante e da criança afirmam que o ganho de 8 a 12kg é considerado normal e saudável e, inclusive, recomendado durante toda a gestação. Esses quilos a mais ajudam a transformar fisicamente e metabolicamente o corpo para a chegada do bebê, garantindo toda a segurança para ele e também para a mãe.

Já o ganho de peso que vai além dos 12kg deve ser acompanhado de perto pelo médico e por um nutricionista para evitar que ele seja a principal causa do desenvolvimento de doenças crônicas que afetam o crescimento do bebê, como a diabetes e a hipertensão arterial. Da mesma maneira, ganhar menos do que 8kg durante a gestação pode ser um risco para o organismo da mãe, que pode não conseguir fornecer os nutrientes necessários para o seu filho, além de não ter a estrutura adequada para permitir seu desenvolvimento.

Ganhar gordura é natural e obrigatório para a gestante

Sabemos que é assustador perceber que você está acumulando uma grande reserva adiposa no seu corpo durante a gestação. Apesar disso, é importante compreender que o ganho de gordura é natural e obrigatório para as gestantes, visto que ela será a responsável por várias funções essenciais para o desenvolvimento do seu pequeno. É a gordura que ajuda a produzir hormônios que vão preparar o organismo da mãe para a chegada do bebê, como também é ela a principal composição do leite materno que será oferecido ao seu filho quando nascer.

Gestantes que ganham um volume muito pequeno de gordura durante toda a gravidez podem correr o risco de ter bebês prematuros e também uma grande dificuldade na produção do leite.

Dica: Vitaminas pré-natal: 4 elementos que exigem o máximo de cuidado!

Bebês de mãe com sobrepeso não necessariamente vão ser grandes

Outro grande mito relacionado ao aumento de peso na gravidez tem relação com o peso do bebê. Muitas mulheres acreditam que seus filhos só terão peso normal quando elas ganham muitos quilos. Mas ter quilos a mais não é garantia de que o bebê nascerá também com excesso de peso — existem muitas mulheres que sofrem com sobrepeso na gestação e que têm filhos com peso normal ou, até mesmo, com baixo peso.

O aumento de peso na gravidez é uma situação que toda gestante vai vivenciar, mesmo que não goste muito da ideia. Apesar disso, quando o ganho de peso é feito com o acompanhamento médico e nutricional, não existe risco para a saúde da mãe e do bebê, como também será mais fácil recuperar o peso normal após o parto.

Você ainda tem dúvidas sobre o aumento de peso na gravidez? Conhece algum outro fato que não citamos aqui? Deixe seu comentário em nossas redes sociais.

Categorias: Gravidez , Saúde na gravidez

Tags: ,

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.