Gravidez

Como deve ser a dieta para grávida no primeiro trimestre de gestação?

Qual cuidado qualquer gestante deve ter com a sua saúde e que vai muito além de frequentar as visitas mensais do médico? Atenção com a alimentação, certo? Por saber que cuidar daquilo que você come nos próximos seis meses da sua vida e do seu bebê é importante, preparamos esta série que chamamos de “Dieta da Grávida”. Vamos falar de todos os aspectos relacionados à alimentação da gestante em cada etapa do processo para que você possa ter uma gestação tranquila e saudável. O primeiro assunto que será tratado é a dieta para grávida no primeiro trimestre da gestação.

Você sabe como deve ser a alimentação deve ser nessa fase? Confira!

Cuidados pré-gestação

Muito antes de se preocupar com a qualidade da alimentação durante a gestação, a mulher que pretende engravidar deve saber que o que ela come antes mesmo de decidir ter um bebê influencia diretamente na sua saúde e na do seu futuro filho. Para as mulheres que têm uma gravidez planejada, portanto, o cuidado com a alimentação deve ser orientado pelo ginecologista e obstetra e também acompanhado de perto por uma nutricionista desde esse momento inicial.

Muitos médicos gostam de começar a suplementação de alguns nutrientes essenciais já nessa fase para minimizar os riscos de complicação e até mesmo de aborto, que são comuns nos primeiros meses da gestação. O nutriente mais comumente suplementado é o ácido fólico, porém, alguns profissionais também sugerem a ingestão de complementos de ferro e até de ômega 3.

Evitar o consumo de alimentos prejudiciais para a saúde da mãe e do bebê também é importante. Por isso, é interessante evitar o consumo de bebidas alcoólicas e já começar a adaptar sua alimentação para ingerir mais produtos naturais e retirar os industrializados da sua rotina.

Evitar as práticas restritivas

Uma vez que a gestação for confirmada pelo médico, os cuidados com a alimentação devem redobrar. A primeira orientação repassada pelo profissional para a gestante é ficar atenta à prática de dietas restritivas. É importante que a futura mamãe compreenda que a gravidez é um período onde o ganho de peso é normal e esperado, por isso, preocupar-se demais com a balança durante essa fase da vida não é uma prática saudável.

Dietas com baixo valor calórico ou deficientes em nutrientes essenciais para o desenvolvimento do bebê devem ser evitadas e, por esse motivo, a orientação do nutricionista nessa etapa da vida é tão importante para que a futura mamãe saiba se alimentar na quantidade correta, sem prejudicar a sua saúde e a do seu filho.

Especialistas recomendam que a gestante consuma, por dia, cerca de 2000 kcal — valor que pode, e deve, alterar de acordo com o perfil de cada mulher.

Dica: Mudanças no corpo durante a gravidez: entenda o que acontece!

Nutrientes indispensáveis na dieta para grávida

Depois de compreender que eliminar as dietas restritivas é essencial na sua rotina, as gestantes devem também conhecer os nutrientes indispensáveis para o bom desenvolvimento fetal durante o primeiro trimestre da gestação.

Como é exatamente nesses primeiros três meses que o bebê passa por seu período crítico de desenvolvimento, o cuidado em fornecer todos os nutrientes essenciais para que isso aconteça deve ser enorme. Listamos abaixo as principais vitaminas, macronutrientes e minerais que precisam ser oferecidos ao organismo do seu pequeno nessa primeira etapa da sua vida, por meio da alimentação materna:

Ácido fólico

O ácido fólico é, sem sombra de dúvidas, o nutriente mais importante para o desenvolvimento do bebê nesse primeiro trimestre da gestação. Essa vitamina é responsável por realizar a formação e o fechamento do tubo neural do feto e, por isso, quando sua ingestão é deficiente ela pode resultar em problemas de saúde como a anencefalia e quadros de espinha bífida.

Apesar de o ácido fólico ser encontrado em alimentos como vegetais verde-escuros, leguminosas, fígado e laranja, a suplementação desse nutriente é considerada um cuidado essencial para qualquer gestante.

Ferro

O ferro é o nutriente responsável por ajudar na formação das células sanguíneas do bebê, participando também do desenvolvimento e formação dos tecidos celulares. A ingestão correta de ferro também ajuda a evitar quadros de anemia nas gestantes, visto que o bebê utiliza boa parte desse mineral disponível no organismo materno.

O ferro é encontrado em alimentos de origem animal, como as carnes, porém também está disponível em vegetais como as leguminosas e as folhas verde-escuras.

Dica: Preocupada com a saúde do seu bebê? Comece pela atenção à gravidez!

Vitaminas do complexo B

Outro nutriente indispensável para o desenvolvimento neurológico e cerebral do bebê são as vitaminas do complexo B. Além de participarem diretamente da produção de energia para o organismo materno, elas atuam em reações metabólicas específicas durante a formação dessas estruturas tão importantes para a saúde do seu filho.

As vitaminas do complexo B são encontradas em alimentos como os cereais integrais, os produtos de origem animal e algumas frutas, como a banana.

Cálcio

Nutriente essencial para a formação das estruturas ósseas do bebê, o cálcio é outro mineral importante e que deve fazer parte da dieta para grávida durante o primeiro trimestre de gestação. Além de formar os tecidos ósseos, o cálcio também participa de funções como a contração muscular e a regulação do funcionamento do sistema cardíaco materno.

Esse mineral é encontrado em abundância nos produtos lácteos, porém também pode ser consumido em menor quantidade nas leguminosas como a soja e o grão-de-bico.

Não esqueça do consumo de água

Além dos nutrientes apontados acima como essenciais para a saúde do bebê e da mulher durante o primeiro trimestre de gestação, beber água no volume ideal é indispensável para garantir a hidratação correta dos tecidos maternos, além de permitir a realização de reações metabólicas essenciais na formação do organismo do bebê.

Cada gestante pode ter o volume de água ideal para consumo prescrito por seu médico, entretanto sabe-se que é preciso garantir, pelo menos, a ingestão considerada saudável de até dois litros de água pura por dia para obter bons resultados.

Clique no banner e conheça algumas dicas que vão te ajudar a manter uma gravidez ainda mais saudável!

Tire os alimentos industrializados da sua rotina

Durante o primeiro trimestre da gestação, alguns alimentos devem ser retirados do seu cardápio e de sua rotina para ajudar na boa formação e saúde do bebê. Esses hábitos, entretanto, precisam ser mantidos ao longo dos nove meses para que nenhuma complicação relacionada com a alimentação seja observada durante esse período.

Alimentos industrializados, ricos em sódio ou em açúcar, devem ser cortados da dieta ou evitados durante toda a gestação, além de produtos ricos em álcool, cafeína, defumados e embutidos. Lembre-se de que a dieta para grávida ideal deve ser a mais natural possível e com alimentos sempre bem cozidos para evitar infecções alimentares, que podem ser prejudiciais ao desenvolvimento do seu filho.

O primeiro trimestre da gestação é o período onde os cuidados com a alimentação devem ser seguidos fielmente, visto que essa é a etapa de maior desenvolvimento para o neném e, portanto, de maiores riscos para sua saúde.

Como você vem cuidando do seu cardápio nessa etapa da sua gravidez? Conte para a gente!

Categorias: Gravidez , Primeiro trimestre de gravidez

Tags: ,

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.