Gravidez

Qual a importância do ácido fólico na gravidez?

Independente de você ser homem ou mulher, estar pensando em engravidar ou não, você provavelmente sabe que existe uma vitamina essencial à saúde de qualquer um: o ácido fólico. Sua recomendação é conhecida há anos, especialmente durante a gestação, e essa suplementação é necessária para as futuras mamães, não importa a idade e nem o número de filhos — se você não for marinheira de primeira viagem. Mas você sabe o porquê da importância do ácido fólico na gravidez? Entenda melhor!

O que é o ácido fólico?

Conhecido também como Vitamina B9 ou Vitamina M, o ácido fólico é uma vitamina hidrossolúvel. No organismo não grávido, ele é essencial para a formação de proteínas e hemoglobinas, sendo a última especializada em carregar oxigênio pelo corpo.

Dica: Manual da grávida: guia de saúde

Seus benefícios são a prevenção de anemias, redução do risco do mal de Alzheimer, prevenção de doenças cardíacas e derrames. Ou seja, já deu para perceber que o ácido fólico é absolutamente necessário e essa necessidade aumenta bastante quando a mulher engravida.

Qual a importância do ácido fólico na gravidez?

Durante o primeiro trimestre da gestação, é quando são formadas as estruturas essenciais à vida do bebê, como o sistema nervoso. Por volta dos dias 18 e 26 da gravidez, acontece o fechamento do tubo neural, que dará origem ao cérebro e a medula espinhal. Para que esse fechamento aconteça, é necessária a presença do ácido fólico.

Quando esse processo é comprometido pela falta da vitamina, duas principais malformações podem acontecer: a anencefalia, que é uma malformação no cérebro, e a espinha bífida, que é quando a medula não se fecha completamente — e essas duas condições trazem graves sequelas ao bebê. Na anencefalia, acontece a não formação de todos os componentes do encéfalo, reduzindo a expectativa de vida do bebê para algumas horas ou dias apenas. Já a espinha bífida possui níveis diferentes de gravidade, pode ser tratada através de cirurgia nos casos mais leves, e nos casos mais graves podem existir danos neurológicos irreversíveis.

Dica: Translucência nucal: saiba mais sobre esse importante exame

Além dos problemas citados acima, o ácido fólico também ajuda a evitar problemas cardíacos, do trato urinário e a ocorrência de lábio leporino, ajuda na formação da placenta e no DNA do bebê. Para a gestante, previne a ocorrência de pré-eclâmpsia, a hipertensão durante a gestação. Essa condição, se não tratada, pode ser muito perigosa para a mãe e o filho.

É bom lembrar que o ácido fólico não vai te ajudar a engravidar, apenas melhorar as condições de desenvolvimento do seu bebê e da evolução tranquila e segura da gravidez!

Quanto e quando devo tomar o suplemento?

O ideal é que ele comece a ser consumido até mesmo antes da gravidez. Como o processo de formação da espinha e cérebro se dá bem no início da gestação, o indicado é que mulheres em idade reprodutiva mantenham uma alimentação balanceada e com alimentos ricos em ácido fólico. Dessa forma, caso uma gravidez não planejada aconteça, fica mais fácil atingir a quantidade necessária dessa vitamina no corpo. Atualmente, todas as farinhas, cereais e grãos são fortificados com ácido fólico, o que já ajuda muito a evitar uma grande deficiência desse elemento no sangue.

A dose mínima diária indicada é de 0,4 mg. No entanto, os comprimidos encontrados nas farmácias possuem uma dosagem bem maior, de 2 mg e 5 mg. Não há problema em consumir uma grande quantidade de ácido fólico, pois como ele é hidrossolúvel, qualquer excesso que houver no sangue será eliminado através da urina.

Dica: Você sabe qual remédio grávida pode tomar? Descubra aqui!

Caso você tome algum medicamento regularmente, a absorção do ácido fólico pode ficar mais difícil, tendo que aumentar a dose do suplemento para que ele possa atingir a concentração necessária.

Para quem já planeja engravidar, o ideal é iniciar a suplementação ao menos 1 mês antes da gravidez e continuar tomando um comprimido por dia até o final do primeiro trimestre. Dessa forma, a chance de ocorrer alguma das alterações que mencionamos diminui até 70%.

Para mulheres que já engravidaram e o filho apresentou malformação do tubo neural, é preciso ter ainda mais cuidado, pois há maior risco de gerar outra criança com esse mesmo problema. A dose da suplementação deverá ser maior do que a tomada habitualmente — consulte seu médico para que tudo fique adequado ao seu organismo!

Quais alimentos possuem ácido fólico?

São vários os alimentos ricos nessa vitamina que podem fazer parte do seu cardápio diário. Confira:

  • Fígado de boi;
  • Fígado de galinha;
  • Feijões e lentilha;
  • Ervilha;
  • Frutas cítricas;
  • Tomate;
  • Espinafre e brócolis.

Dica: A importância da alimentação saudável durante a gravidez

É ideal manter uma dieta saudável que inclua pelo menos alguns desses alimentos, mesmo se você não estiver planejando engravidar. No entanto, gestantes devem fazer uso de suplementação mesmo se alimentando bem para garantir que terão uma boa quantidade do ácido fólico no corpo. Curiosamente, a versão da vitamina produzida em laboratório é mais bem absorvida pelo organismo do que a naturalmente presente nos alimentos.

Onde posso encontrar para comprar?

No Brasil, a suplementação de ácido fólico é distribuída gratuitamente na rede pública de saúde. Basta estar cadastrada no SUS e buscar seu suplemento no posto de saúde mais próximo a sua casa. Caso você vá comprar, existem várias marcas vendidas em farmácias pelos nomes comerciais de Folicil, Folacin, Enfol, entre outros — peça uma recomendação do seu médico. Os preços são acessíveis, variando entre 7 e 22 reais.

O Ministério da Saúde recomenda que as mulheres em idade fértil (entre 14 e 35 anos) tomem a suplementação de ácido fólico normalmente. Se você está nessa faixa de idade e/ou planejando engravidar, procure um médico de sua confiança e converse com ele sobre iniciar o uso desses comprimidos que podem evitar tantos problemas.

Apesar de seu uso ser seguro, é muito importante fazer uma consulta antes de começar a tomá-los, pois somente o seu médico poderá indicar a dosagem correta pra você, além de te dar todos os detalhes que você precisar sobre a importância do ácido fólico na gravidez e acompanhar sua gestação mais de perto.

Se você está planejando engravidar ou já está esperando seu bebê, faça nosso quiz e teste seu conhecimento!

Banner para acessar o Quizz - Preparada para ser mamãe?

Categorias: Gravidez , Saúde na gravidez

Tags: ,

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.