Criança

Aprenda como fazer o bebê dormir sozinho

Um dos grandes sonhos de qualquer mamãe é conseguir fazer o bebê dormir sozinho em seu próprio quarto e, de preferência, a noite inteira. Porém, muitas mães têm dificuldades para fazer os filhos pequenos adormecerem, principalmente no período da noite. Recém nascidos não sabem o que é dia e o que é noite e apesar de dormirem entre 15 e 18 horas por dia muitas vezes as poucas horas em que ficam acordados é justamente na madrugada.

Se você será mãe pela primeira vez, é certo que terá muitas dúvidas, principalmente no que se refere ao sono de seu filho. Como fazê-lo dormir? Como ter uma noite de sono sem interrupções?

Nos primeiros dias de vida, a maioria dos só conseguem dormir quando estão no colo sendo ninados ou durante e imediatamente após as mamadas. Para piorar, quando são colocados no berço, despertam e abrem o maior berreiro, para o desespero dos pais! O resultado: mamães aflitas, desejando ardentemente uma noite de sono tranquila e sem interrupções.

Mas para aprender como fazer o seu bebê dormir sozinho no berço é preciso descobrir alguns segredos sobre o sono dos pequenos e ter paciência e persistência para entender o que funciona para o seu filho. Sono é treino e devemos lembrar que as crianças são diferentes, e o que dá certo para um bebê pode não dar certo para outro.

Se você quer conquistar noites tranquilas e garantir um sono restaurador para toda a família, mas não sabe por onde começar, este post é para você.

A seguir, vamos mostrar algumas questões importantes sobre o sono dos bebês e, depois, dicas para que o seu filho consiga dormir sozinho. Acompanhe:

Entenda os padrões de sono do bebê

Nos primeiros meses de vida do bebê, os pais (especialmente os de primeira viagem), vivem um paradoxo interessante: se, por um lado, a impressão é de que o bebê só dorme, por outro, as noites tendem a ser conturbadas e não proporcionam o descanso necessário. Recém nascidos só costumam acordar para fazer suas funções fisiológicas como mamar, arrotar e evacuar. Eles dormem em torno de 15 a 18 horas por dia mas não sabem o que é dia e o que é noite e choram para manifestar todos os seus desejos.

Dica: Por que os recém-nascidos dormem muito?

A verdade é que os padrões de sono dos bebês são diferentes, uma vez que eles não seguem o ritmo circadiano, que rege o ciclo biológico da maioria dos adultos. Até que o bebê compreenda o fluxo natural dia-noite, podem se passar vários meses de noites mal dormidas.

Além disso, os ciclos de sono do bebê, nos primeiros meses, são mais curtos (em torno de 50 a 60 minutos, metade do tempo do ciclo de sono de um adulto), e a duração do sono profundo é consideravelmente menor.

Isso significa que o bebê pode despertar facilmente: 50% do tempo de sono é passado na fase REM, caracterizada pelo movimento rápido dos olhos, respiração irregular e ocasionais movimentos corporais ou vocalizações (os famosos grunhidos que os bebês fazem enquanto dormem e que encantam os pais).

Mas o que exatamente tudo isso significa? O bebê nunca vai dormir a noite inteira? Na verdade, essas informações comprovam o que os pais descobrem rapidamente ao tentar colocar seu filho para dormir:

  • o sono dos bebês é muito leve;
  • os primeiros 25 minutos de sono são a fase mais crítica do ciclo;
  • a cada 50 minutos, o bebê pode ter um leve despertar e voltar a dormir sem complicações (ou acordar de vez e precisar de aconchego).

Confira um guia que te ajuda nas primeiras semanas de vida do seu bebê, clique no banner abaixo:

Outro fator importante a ser considerado é a necessidade real de sono do bebê em cada fase da vida:

  • recém-nascido: 17 horas diárias (de 8 a 9 horas noturnas, quase nunca sem interrupções);
  • 1 mês: 17 horas diárias (pelo menos 9 horas noturnas);
  • 3 meses: 16 horas diárias (10 horas noturnas);
  • 6 meses: 15 horas diárias (10 horas noturnas);
  • 12 meses: 14 horas diárias (11 horas noturnas);
  • 18 meses: 13 horas diárias (11 horas noturnas);
  • 36 meses: 12 horas diárias (10 horas noturnas).

Com tudo isso em mente, é possível sim aprender como fazer o bebê dormir sozinho no berço sem sofrimento! Porém, é preciso aceitar que os pequenos precisam dos pais para dormir, e que os hábitos de sono devem ser cultivados por toda a família. Ensinar um bebê a dormir demanda paciência, consistência e muito carinho.

Dica: O que você precisa saber sobre a respiração do bebê na hora de dormir

Saiba como fazer o bebê dormir sozinho no berço

Se você vem enfrentando problemas e sente dificuldades quando o assunto é o soninho do seu pequeno, anote as dicas incríveis que selecionamos para tornar a hora do sono tranquila.

Ensine o seu bebê a perceber a diferença entre o dia e a noite

Logo após o nascimento e em seus primeiros meses de vida, o bebê não é totalmente capaz de diferenciar o dia da noite. Cabe aos pais mostrarem, aos poucos, as diferenças entre os dois períodos.

Durante o dia, deixe as cortinas e janelas abertas para que a casa se mantenha iluminada e arejada. Permita que os sons normais da rotina doméstica (campainha, telefone, televisão, latidos de cachorro) circulem pela casa. Assim, o bebê passará a notar que as sonecas do dia são diferentes do sono noturno, que é mais tranquilo.

À noite, deixe o quarto do bebê o mais escuro possível, mantendo um abajur ou lâmpadas de tomada para os momentos de mamar e mantenha o ambiente o mais tranquilo e acolhedor.

Isso ajudará seu bebê a não trocar o dia pela noite e poderá ser útil na busca por noites de sono mais plenas.

Crie um ritual para a hora de dormir

Para que o seu bebê comece a perceber que está chegando a hora de dormir, desenvolver um ritual do sono é uma excelente ideia.

Não há regras rígidas para a criação desse ritual, pois é você quem escolhe o que será feito, mas é preciso que ele aconteça todo dia da mesma forma e mais ou menos no mesmo horário para que o bebê entenda que chegou o momento de descansar.

Dica: O que fazer para garantir um sono de qualidade ao bebê?

Você pode dar um banho bem gostoso em seu filhote, trocá-lo, contar histórias ou cantar canções, em seguida chamegá-lo um pouco e, por fim, colocá-lo no berço ainda acordado. O objetivo é acalmar e relaxar o bebê e fazê-lo perceber o que virá em seguida.

Faça alguns testes e verifique o que funciona melhor. O importante é que você e o bebê se sintam confortáveis e que a hora do soninho seja um momento prazeroso para a família toda.

Evite que o bebê pegue no sono no colo

Alguns bebês associam a hora de dormir com o aconchego do colo e do movimento de balançar. Isso faz com que eles se tornem dependentes do colo dos pais na hora de dormir, o que se torna um problema, principalmente quando o bebê acorda chorando no meio da noite — e os pais são “forçados” a niná-lo até que volte a adormecer.

O bebê merece e deve ter colo e carinho, mas, na hora de dormir, procure não embalá-lo em seus braços. Deixe-o acordado ainda no berço para que se acostume a dormir sozinho e se sinta seguro com isso. Guarde o colinho para durante o dia.

Descubra o que você pode fazer pela saúde seu bebê antes mesmo do seu nascimento, clique no banner abaixo:

Reserve o berço apenas para o sono e as sonecas

Não use o berço como local de alimentação, cantinho do castigo ou lugar de brincar: ele deve servir apenas para dormir. Assim, o seu bebê vai começar a entender que, quando for colocado no berço, será o momento de repousar.

Dica: Brincadeiras para estimular o desenvolvimento do bebê

Use os objetos de estimação a seu favor

Muitas crianças têm um objeto de estimação que lhes transmite segurança e conforto. Pode ser um brinquedo, uma fraldinha… e quem escolhe é o bebê. É a famosa “naninha”.

Descubra qual é o item preferido do seu filho e coloque-o junto dele no berço, à noite. Isso fará com que o bebê se sinta mais seguro e o ajudará a pegar no sono novamente caso desperte no meio da madrugada e não veja os pais por perto.

Não acorde o bebê para mamar

Exceto na hipótese de haver orientações pediátricas que digam o contrário, depois dos primeiros meses de vida, não acorde seu filho no meio da madrugada em horários rígidos para se alimentar. Muitos bebês acabam acordando à noite apenas por hábito.

Se a criança tiver fome, ela vai despertar, pode ter certeza. Deixe que ela estabeleça o ritmo das mamadas, pois isso ajudará a regularizar os períodos de sono.

Se precisar, dê a chupeta

Não há consenso quando o assunto é a chupeta. Alguns pais e pediatras são totalmente contra o uso dela e outros são bastante favoráveis. Mas o fato é que a chupeta, quando usada com moderação, pode ajudar muito a sua vida e a do seu bebê.

O movimento de sucção que a chupeta proporciona tem o poder de acalmar a criança. Por isso, esse item pode ser usado à noite caso o bebê apresente dificuldades em dormir sozinho.

Evite a superalimentação

É praticamente impossível alguém dormir com fome, mas o contrário também é verdade: tentar colocar o bebê para dormir após comer bastante é a receita certa para uma noite mal dormida.

Dica: 11 dúvidas sobre amamentação: esclarece-as agora!

Por isso, no caso de bebês que ainda mamam, ofereça o seio pelo menos 30 minutos antes da hora de dormir e não dispense o arroto.

Para bebês que já se alimentam de papinha ou sólidos, ofereça o jantar 2 horas antes e dê preferência a comidas saudáveis e de fácil digestão, como carnes magras, legumes e hortaliças.

Coloque o bebê para dormir na posição correta

A Síndrome da Morte Súbita do Lactente é uma ameaça que preocupa pais e pediatras há muito tempo. Embora não exista uma causa comprovada, a principal recomendação dos especialistas é que o bebê seja colocado para dormir na posição supina: com as costas apoiadas em uma superfície firme e de barriga para cima.

Além disso, o berço não deve ter objetos soltos, como travesseiros, bichinhos de pelúcia, excesso de cobertores ou protetores de berço com babados.

Mantenha o quarto escuro na hora de dormir

Na hora de colocar o bebê para dormir, não basta apagar as luzes do quarto, é preciso eliminar toda fonte de luminosidade que possa atrapalhar a qualidade do sono. Isso inclui luminárias, lâmpadas noturnas e até mesmo o brilho luminoso que alguns aparelhos emitem.

A luminosidade, por menor que seja, prejudica a secreção da melanina, um hormônio que facilita o sono profundo, essencial para liberar o hormônio do crescimento. Por isso, o período de descanso é essencial para o pleno desenvolvimento dos bebês.

Se realmente for impossível manter o quarto escuro, por conta do medo da criança, invista em uma luminária com lâmpada azul, que causa mais sonolência, e retire-a da tomada depois que o bebê adormecer.

Dica: Que cuidados se deve ter com os olhos do bebê?

Fique atento para o conforto térmico

Para fazer o bebê dormir sozinho no berço, um fator que não deve ser negligenciado é o conforto térmico: a temperatura do quarto deve ser agradável, oscilando entre 18º e 24º C. Em dias mais quentes, os pais podem recorrer ao ar-condicionado ou ventilador para refrescar o ambiente, e o bebê deve usar roupas frescas e confortáveis.

Nos dias frios, não é necessário aumentar a quantidade de cobertores ou mantas (que podem inclusive comprometer a segurança do bebê): basta vestir seu pequeno com um macacão mais quente e meias grossas.

Evite aromas fortes no ambiente

A higiene da casa é uma das maiores preocupações dos pais nos primeiros meses e tende a aumentar quando o bebê começa a engatinhar e se movimentar pelos cômodos. Porém, é preciso cautela no uso de produtos químicos para limpeza.

O cheiro forte desses produtos pode provocar reações alérgicas e prejudicar o sono. Aromatizadores também são desaconselhados nos primeiros meses — um quarto limpo não é necessariamente cheiroso.

Confira um guia que te ajuda nas primeiras semanas de vida do seu bebê, clique no banner abaixo:

Mantenha o quarto silencioso

Muitos bebês adormecem mais rápido ao ouvir uma música, seja cantada pelos pais ou tocada no ambiente. Porém, ao perceber que a criança adormeceu, os pais devem interromper o som e manter o quarto silencioso. Assim, quando o bebê estiver entre ciclos de sono, não será despertado por barulhos externos e voltará a dormir sozinho.

Dica: Entenda a influência da música na gestação

Essas são apenas algumas das diversas estratégias que os pais podem utilizar para garantir noites tranquilas. Para saber mais, leia bastante sobre assunto, converse com outras mães e com seu pediatra e veja o que é melhor para sua casa.

Aprender a fazer o bebê dormir sozinho no berço é uma questão de tempo, e ao adquirir novos hábitos para melhorar a rotina, muito em breve você e toda a sua família terão excelentes noites de sono!

Gostou das dicas? Então, compartilhe este post nas redes sociais e ajude outras mamães a conquistar o merecido descanso.

Categorias: Criança

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.