Gravidez

Teste de gravidez: conheça a eficácia e as singularidades de cada tipo

Você sabia que há algum tempo, o teste de gravidez era realizado por meio de um sapo? Injetava-se urina da mulher na barriga dele e depois a urina do animal era colhida. Havendo espermatozoides, o resultado era positivo.

Hoje em dia, com o avanço da ciência, não precisamos mais usar sapos. Melhor para nós e para eles, né? Contudo, com os vários tipos de exames de gravidez existentes, podemos ficar em dúvida sobre o mais eficaz e as desvantagens de cada um. Que tal tirar todas as incertezas lendo este artigo que preparamos para você?

O teste de farmácia

O exame de farmácia é um dos mais conhecidos. Ele funciona medindo a presença de hormônio hCG na urina. Uma vantagem desse teste de gravidez é que pode ser encontrado facilmente em qualquer farmácia e não precisa de pedido médico para comprar. Existem várias marcas, as quais podem variar (bastante) de preço, chegando a custar entre R$ 10 e R$ 100.

Essa diferença se dá, basicamente, pelo tipo de laboratório e pela sensibilidade que ele tem em medir a quantidade do hormônio. Alguns conseguem medir a presença dele a partir de 20 IU/I de hCG na urina. Outros apenas a partir de 50 IU/I.

Teoricamente, o mais caro deveria ser o mais sensível, mas podem existir exceções à regra. Já com relação à sua precisão, é de 95% a 99%.

Dica: Exames de pré-natal: saiba quais são e quando fazer!

O ideal, segundo especialistas, é que se espere um tempo de pelo menos 15 dias depois da relação sexual que você desconfia que tenha causado a gravidez. Isso porque, se feito muito precocemente, pode dar um falso negativo.

Seu procedimento é simples: basta colocar a tira em contato com a urina e esperar o tempo indicado. Aparecendo duas faixas, o resultado é positivo. Pode acontecer de dar um falso positivo também, mas, isso é muito raro e só acontece em casos de um tumor específico.

Se a sua menstruação estiver atrasada e o resultado der negativo, vale a pena repetir o teste ou procurar um médico para solicitar o teste de sangue.

O exame de sangue

O exame de sangue é feito a partir de uma amostra de sangue da paciente. Ao contrário do exame de urina, esse já requer um pedido médico, que não é difícil de conseguir. Um clínico geral em um pronto-socorro, por exemplo, pode lhe dar.

Seu valor, quando feito por fora do plano de saúde, varia entre R$ 20 e R$ 40, a depender da cidade e do laboratório. Costuma não demorar muito para ficar pronto — isso vai depender da demanda do laboratório. Há laboratórios nos quais o resultado é entregue em 40 minutos.

Nesse exame será medida a taxa hormonal beta-hCG. Ele é um pouco mais preciso (99%) que o de urina, pois consegue avaliar a partir de uma taxa de 5 mlU/ml. Para um resultado mais fidedigno, o ideal é que seja feito depois de 9 dias da ovulação.

Descubra como ter uma gravidez mais saudável, clique no banner!

O interessante desse teste de gravidez é que, pela quantidade de beta-hCG detectado, pode-se ter uma estimativa do tempo de gravidez da mulher, pois o hormônio vai aumentando a cada dia. Assim, por exemplo, uma taxa entre 5 e 50 mlU/ml indica possivelmente até 3 semanas de gestação. Já uma de 1080 a 56.500 mlU/ml remete a uma possibilidade de 6 semanas.

Porém, para casos de gravidez de gêmeos, esses valores são maiores, não dando uma precisão do tempo.

É comum que nas situações de tratamento de fertilidade sejam solicitados dois exames de sangue para serem realizados em dias diferentes. O que se analisa é o valor da alteração hormonal. Essa comparação é feita porque essas mulheres apresentam maior facilidade para uma gestação ectópica (que é aquela que não ocorre no útero). Sendo assim, os valores hormonais alteram de forma mais lenta que o esperado.

Quanto ao falso negativo desse exame, pode acontecer se realizado muito antes do que o recomendado. Já o falso positivo acontece quando há um tumor germinativo.

O exame pélvico

Esse exame é feito no consultório do ginecologista caso ele tenha o aparelho de imagem (ultrassom), ou em uma clínica especializada. São analisados os órgãos reprodutivos da mulher, como útero, trompas de Falópio e ovários, por meio de um aparelho que é introduzido pela vagina.

O ultrassom é ligado a uma tela de computador, no qual podem ser vistas as imagens dos órgãos no momento do exame e ainda o embrião se formando. De todos os exames, esse é o que dá mais precisão no resultado, justamente pela imagem mostrada.

Dica: Conheça as particularidades de cada fase da gestação

Outra vantagem é que o médico já avalia como está a formação do bebê, o seu tamanho, se está realmente dentro do útero e se há mais de um bebê. Com isso, você tem uma resposta mais certa sobre o tempo de gestação e a previsão para o parto. É possível também escutar o som dos batimentos do coração do bebê, o que é um momento marcante e emocionante para mamães e papais.

O ultrassom é realizado, ainda, várias vezes ao longo da gestação. Ele faz parte do exame pré-natal. É por ele que você acompanha o crescimento do feto e o médico observa se está tudo dentro do esperado.

O valor desse exame é mais alto do que os outros, variando entre R$ 200 a R$ 600, a depender do estado em que ele é feito e também do tipo (2D, 3D, 4D). O mais avançado apresenta o benefício de mostrar traços mais precisos do bebê, o que alimenta a ansiedade e curiosidade da família.

Quanto ao falso negativo, só ocorre se feito muito precocemente e a pessoa que estiver analisando o exame não tiver muito preparo para tal. Até a 5ª semana, o saco gestacional ainda não está formado. Isso dificulta o resultado, porém alguns profissionais têm habilidade para detectar mesmo antes desse prazo.

O exame também possibilita saber o sexo do bebê. O aconselhável para saber a sexagem é a partir da 16 – 18 semana, quando o bebê se apresentar numa posição favorável para a visualização durante o exame, mas converse antes com o seu médico sobre a época em que ele aconselha.

Esperar um bebê é um momento mágico na vida de uma mulher. Acompanhar todas as transformações do corpo e do embrião é inesquecível. Faça o seu teste de gravidez e não se esqueça de nos contar o resultado!

Se gostou do post que preparamos, aproveite e veja também nossas dicas essenciais para mamães de primeira viagem!

Categorias: Gravidez , Pré-natal

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.