Gravidez

Como é o desenvolvimento fetal no último trimestre da gravidez?

O terceiro trimestre de gestação é uma fase muito importante para o bebê e para a mãe. É nesse período que o desenvolvimento fetal está se finalizando e é quando a futura mamãe fica mais ansiosa com a chegada tão esperada do seu filho, que está mais perto do que nunca. Confira um pouco mais em nosso post sobre o que acontece na reta final da gestação!

O desenvolvimento

Peso e comprimento

No início do sétimo mês, o bebê apresenta por volta de 900 gramas e 35,5 a 43 cm de comprimento. Esses números mudam rapidinho para 1,3 a 1,8 quilos e 45 centímetros no início do oitavo mês. Já no nono mês de gestação, o bebê alcança até 3,5 quilos e 55 centímetros de comprimento.

Dica: 6 fatos sobre o aumento de peso na gravidez

Reflexos

É durante essa fase que o bebê mais desenvolve os seus reflexos. O desenvolvimento neuronal do bebê se torna mais complexo e ele já é capaz de realizar por volta de 70 reflexos diferentes, como fechar os olhinhos para dormir e abrir e fechar os dedinhos da mão. É uma fase muito importante para o desenvolvimento do seu bebê.

Órgãos e corpo

Os órgãos desenvolvidos durante toda a gestação continuam a crescer juntamente com o resto do corpo. A cabeça fica cada vez mais proporcional ao tamanho do bebê, porém não totalmente sólida, já que há uma parte de cartilagem, a fontanela, para facilitar a passagem do bebê no canal do parto. Nessa fase, o bebê fica dobradinho dentro do útero da mãe, já que atingiu o tamanho ideal para a realização do parto.

Dica: Tipos de parto: qual é o ideal para mim e meu bebê

Logo perto de nascer, o bebê fica com a pele mais rosadinha e a palma e planta dos pés mais enrugados. O intestino acumula o mecônio — primeira matéria fecal — que é eliminada logo após o nascimento. A íris do bebê ganha cor por volta de 6 a 9 meses e já é capaz de reagir diante de pontos luminosos, sendo capaz de diferenciar as luzes ainda dentro do útero.

Ao nascer, o bebê apresenta 270 ossos, além de um pulmão já desenvolvido e com presença de surfactante, substância necessária para manter os alvéolos pulmonares (unidade responsável pelas trocas gasosas no pulmão) abertos. Esta substância começa a ser produzida com 24 semanas. O coração do bebê bate a uma frequência de 120 a 150 batimentos por minuto e é só durante o parto que o coração consegue enviar sangue para os pulmões. Antes disso, o bebê não consegue respirar de maneira autônoma.

Dica: 6 preocupações que toda mãe tem com a saúde de um recém-nascido

Com 36 semanas, a circunferência da cabeça e do abdome são quase iguais. Depois disso, o abdome passa a ser maior do que a cabeça.

O nascimento

É no nono mês, a partir de 37 semanas de gestação, que o bebê é considerado termo, isto é, na fase adequada para o parto. Antes disso, considera-se pré-termo ou prematuro, e vai inspirar alguns cuidados médicos e atenção com o seu bem-estar nos primeiros momentos. Considera-se um bebê termo quando ele nasce até com 41 semanas e meia de gestação. Quando a termo, fetos normais chegam a pesar 3400g. Durante as últimas semanas, o feto ganha aproximadamente 14g ao dia.

Gostou de saber como é o desenvolvimento final do seu bebê? Percebeu como essa fase é importante? Se ainda tiver dúvidas sobre o tema, entre em contato com a nossa equipe e deixe aqui nos comentários um pouquinho da sua experiência também!

Categorias: Gravidez , Terceiro trimestre de gravidez

Tags: ,

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.