Gravidez

Como reduzir os enjoos durante a gravidez?

Se uma mulher fica enjoada em um programa de televisão, todo mundo já imagina: está grávida! Os enjoos costumam ser um dos primeiros sintomas da gravidez, principalmente nas personagens da telinha. Mas na vida real, eles também chegam com tudo para muitas mulheres.

Comuns no primeiro trimestre de gestação, os enjoos ocorrem devido à grande taxa de hormônios em circulação no corpo da mulher, que acabam deixando o estômago mais devagar e provocando o acúmulo de alimentos e a sensação de mal estar. Além disso, a hipoglicemia também é uma grande responsável por esta sensação, já que a glicemia da mãe passa a ser utilizada para o desenvolvimento do feto também, o que torna estes quadros frequentes. Não esquecendo ainda da queda da pressão arterial materna, que ocorre no início da gestação com o objetivo de melhorar a oxigenação fetal e também pode causar enjoos. Apesar de serem normais e não afetarem o desenvolvimento do bebê, eles provocam grande desconforto e incômodo nas mulheres, que buscam alternativas para aliviar esse sintoma.

Veja o vídeo abaixo com o Dr. Especialista Luiz Roberto Zitron e leia no nosso post alguns segredinhos que ajudam a reduzir os enjoos durante a gravidez! Confira!

Não fique muito tempo sem comer

Ficar de estômago vazio só piora as náuseas, especialmente se logo em seguida você encher o prato e comer até ficar bem cheia. Como os hormônios da gravidez reduzem o peristaltismo em todo o trato gastrointestinal, o estômago fica mais preguiçoso e não consegue digerir uma grande quantidade de comida de uma só vez.

Por isso, o ideal é que a mulher grávida se alimente em pequenas porções diversas vezes ao dia, no máximo de 3 em 3 horas. Dessa forma, o estômago não fica nem muito vazio nem muito cheio e a chance da mulher sentir enjoo é menor.

Dica: A influência da alimentação da gestante na saúde do bebê

Coma alguns biscoitos antes de se levantar da cama

Mais uma vez, a intenção é evitar os enjoos provocados pelo estômago vazio. Logo ao acordar, antes mesmo de se levantar da cama, coma alguns biscoitos salgados e leves, como os do tipo cream cracker ou água e sal. Espere cerca de 20 minutos e só então comece a se movimentar para tomar o café da manhã.

Os biscoitos ajudam o estômago a acordar sem qualquer reclamação e reduzem justamente aquele enjoo que surge bem cedinho.

Descubra o que provoca os enjoos

Algumas mulheres sentem enjoo devido a cheiros bem específicos: ovo, feijão, carne de porco, fritura, perfume, produtos de limpeza, essência de lavanda, etc. Busque identificar o que desencadeia os seus enjoos e passe a evitar essas substâncias — seja alterando a dieta ou comprando um perfume novo pro maridão.

Como, em geral, odores fortes e gravidez não combinam, muitas mulheres acabam apostando em refeições e lanches frios, que têm menos cheiro, para evitar os enjoos.

Beba água com fatias de limão

É muito importante que a mulher se mantenha hidratada durante a gestação, mas, muitas vezes, beber água é uma das situações que desencadeia os enjoos. Nesse caso, o importante é se hidratar aumentando a ingestão de outras bebidas — sucos naturais, chás e água de coco — e evitar beber água pura.

Para disfarçar o gosto da água, vale ainda colocar fatias de limão ou raspas de gengibre na bebida. Isso aumenta a sensação de frescor e reduz a chance de sentir-se mal. O limão é tão potente em reduzir os enjoos durante a gravidez que mesmo o seu cheiro já tem esse efeito!

Proporcione uma experiência mais gostosa e segura tanto para você quanto para o seu bebê. Veja no banner:

Não deite de barriga cheia

A última refeição da noite deve ser feita algumas horas antes de você se deitar e ser composta de alimentos leves, de fácil digestão, para dar tempo do estômago completar o trabalho antes do momento de dormir.

Quando isso não acontece, a mulher se sente desconfortável e a sensação de surgir, além da sensação de azia.

Tenha uma dieta saudável

Se você já não tinha motivos suficientes para apostar em uma dieta saudável, aí vai mais uma: dietas saudáveis previnem os enjoos da gravidez.

Ou seja, frutas, verduras, legumes, hortaliças, carnes magras e bebidas de baixo teor calórico estão liberados, enquanto alimentos hipercalóricos, gordurosos e com muitos condimentos devem ser evitados porque aumentam os enjoos ao dificultar a digestão.

Relaxe após as refeições

Sempre que possível, reserve alguns minutos para descansar após o almoço e o jantar. Reduzindo as atividades do corpo, o sangue consegue ser redirecionado para o trato gastrointestinal e facilitar a digestão, reduzindo o risco de azia e enjoos.

Além disso, esses momentos de relaxamento ajudam a aliviar o estresse e a ansiedade que também podem contribuir para os enjoos durante a gravidez.

Dica: Vitaminas pré-natal: 4 elementos que exigem o máximo de cuidado!

Pratique exercício físico

Caminhada, hidroginástica, yoga e outras atividades leves liberadas durante a gravidez favorecem o funcionamento de todo o organismo, acelerando a digestão e reduzindo a retenção de alimentos que dão enjoo.

Além disso, durante a prática das atividades físicas, ocorre a liberação de endorfinas e neurotransmissores que geram uma sensação de bem-estar geral, que pode aliviar o desconforto dos enjoos.

Veja a importância de armazenar células-tronco do cordão umbilical para o futuro do seu filho e da sua família. Clique no banner abaixo:

Use medicamentos que aliviam o enjoo

Existem muitos medicamentos no mercado que ajudam a reduzir os enjoos, mas são poucos que têm o uso liberado durante a gravidez. Por isso, é importante conversar com o seu médico antes e descobrir quais remédios você pode tomar.

Um dos mais prescritos para grávidas é a piroxidina, com extrato de gengibre que atua no sistema nervoso da gestante, reduzindo a liberação de neurotransmissores na região responsável pelos enjoos e estabilizando a área. Além dessa ação central, o gengibre também age diretamente no estômago para aliviar o enjoo.

Esse medicamento pode ser usado por qualquer grávida, sem risco algum para o bebê. É indicado que o tratamento comece quando os enjoos ainda não estejam muito graves, bem no comecinho da gestação.

Procure seu médico

Caso os enjoos estejam muito intensos, te impeçam de se alimentar, se associem a vômitos fortes ou você comece a perder peso, é importante procurar o médico e explicar a situação. Embora sejam normais, em alguns casos os enjoos provocam um quadro mais grave chamado de hiperêmese gravídica, no qual a nutrição da mulher, e, consequentemente, do bebê, fica prejudicada.

Quando isso ocorre, é necessário internar a gestante, hidratá-la com soro e administrar medicamentos que reduzem os enjoos de forma mais potente, para que ela volte a se alimentar normalmente.

Caso os enjoos não se resolvam com o final do primeiro trimestre, também é importante avisar o médico para que ele possa te orientar e conferir se está tudo certo.

Gostou das nossas dicas para reduzir os enjoos durante a gravidez? Não deixe de compartilhar o post com seus amigos nas redes sociais!

Categorias: Gravidez , Saúde na gravidez

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.