Gravidez

Grávida e vegetariana: é preciso complementar a alimentação?

Uma das maiores preocupações das gestantes é com a qualidade da sua alimentação, já que todas sabem que ela é um dos principais fatores para o desenvolvimento saudável do bebê. Quando a gestante afirma ser vegetariana, um misto de insegurança e preocupação pode vir a nossa mente, já que sabemos que o vegetarianismo é uma prática de alimentação restritiva. Mas existe motivo para realmente nos preocuparmos com a mulher que está grávida e vegetariana? Ela precisa de uma maior atenção com a suplementação durante estes nove meses de gestação? Vamos falar um pouquinho mais sobre este tema no texto de hoje. Confira:

Desmistificando o vegetarianismo

Um grande mito ronda a prática do vegetarianismo: que esse estilo de alimentação é nutricionalmente incompleto e que pode ser prejudicial para a saúde humana. Na verdade, a prática do vegetarianismo é muito bem aceita por grande parte dos profissionais da área da saúde, desde que seja realizada de maneira equilibrada e priorizando a ingestão de todos os macro e micronutrientes essenciais para a manutenção do metabolismo corporal.

Dica: A importância da alimentação saudável durante a gravidez

Para as gestantes, a atenção com o vegetarianismo é a mesma do que a recomendada para não-gestantes, por isso não existe perigo algum em ser uma mãe vegetariana, desde que você tenha controle de tudo que está comendo.

Equilíbrio na ingestão de grande parte dos nutrientes

Apesar de ter fama de nutricionalmente incompleta, a prática do vegetarianismo pode apresentar algumas vantagens. Além de conseguir garantir a ingestão satisfatória da grande maioria dos nutrientes essenciais para a nossa saúde, quando as substituições alimentares são feitas de maneira adequada, a mãe vegetariana tem como maior destaque a sua ingestão de ácido fólico, que é um nutriente amplamente encontrado em alimentos vegetais.

Atenção com nutrientes vindos de produtos animais

As futuras mamães que praticam o vegetarianismo devem estar atentas aos nutrientes que são geralmente encontrados em produtos de origem animal, para que eles sejam repostos da maneira correta e não prejudicar o desenvolvimento do bebê. Apesar de boa parte das mães conseguir ingerir ferro, zinco e cálcio oriundos de produtos vegetais em quantidades satisfatórias, alguns especialistas recomendam a suplementação isolada desses nutrientes para garantir a cobertura da demanda aumentada na gestação.

Dica: Gravidez semana a semana: tudo o que você precisa saber – Parte I

Porém é preciso atenção com a ingestão de vitamina B12: como algumas praticantes do vegetarianismo optam por não consumir nenhum tipo de produto animal (excluindo não somente carne, mas ovos e leite de sua alimentação), a ingestão dessa vitamina específica pode ficar prejudicada, já que esse micronutriente só está disponível em produtos animais. Nesses casos a suplementação de B12 é obrigatória não somente na gestação, mas também pelo resto da vida da futura mamãe.

Cuidado com a ingestão excessiva de carboidratos

Com a retirada dos produtos animais da alimentação, é natural que o vegetariano aumente a ingestão de outros macronutrientes, como o carboidrato. Para as futuras mamães o cuidado com a ingestão de carboidratos é essencial, já que apesar de ser extremamente importante para o fornecimento de energia para a mãe e o bebê, o carboidrato ingerido em excesso pode resultar em aumento de peso e problemas como a regulação da glicemia sanguínea durante a gestação.

Dica: 6 fatos sobre o aumento de peso na gravidez

Para evitar problemas durante esse período, é recomendado que as gestantes vegetarianas prefiram sempre o consumo de carboidratos integrais e em quantidades moderadas, geralmente prescritas ou orientadas por um nutricionista.

Acompanhamento nutricional e médico é essencial

Como a nutrição da gestante vegetariana é cheia de pequenos detalhes que podem fazer a diferença no desenvolvimento do bebê e na saúde da mãe, o acompanhamento de um médico e um nutricionista especializado nessa área é considerado essencial para a garantia de bons resultados. Esses profissionais serão capazes de garantir para a futura mamãe uma gestação sem grandes complicações, especialmente relacionado ao aumento das necessidades nutricionais.

Para garantir uma gravidez saudável para você e para seu bebê, confira o e-book que preparamos para você!

Você é ou foi uma gestante vegetariana? Gostaria de compartilhar sua experiência com a gente? Use o espaço abaixo para comentar!

Categorias: Gravidez

Tags: ,

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.