Gravidez

Sono na gravidez: como é o sono em cada etapa da gestação?

A preocupação com a saúde do filho, as incertezas sobre a maternidade, dúvidas sobre a amamentação e os cuidados com o bebê, o aumento da barriga, a constante vontade de ir ao banheiro… São tantos fatores que afetam o sono das gestantes que não é de se admirar que muitas mulheres sofram com as noites em claro e a dificuldade para adormecer por grande parte dos nove meses! Mas uma boa noite de sono é essencial para a saúde da futura mamãe e do bebê.

Quer ficar por dentro dos maiores desafios que as gestantes enfrentam com relação ao sono na gravidez e aprender como resolvê-los? Confira!

Primeiro trimestre

O aumento dos níveis de progesterona nos primeiros meses pode causar sonolência durante o dia inteiro, fazendo com que a mulher experimente a sensação de fadiga ou exaustão em vários momentos do dia, podendo até prejudicar suas atividades normais. Porém, essa sonolência tende a desaparecer ao anoitecer, e o mesmo hormônio responsável por ela pode atrapalhar muito o sono noturno. A queda da pressão arterial que é fisiológica no início da gravidez, podem contribuir para esta sensação de fadiga e sonolência.

Dica: Cansaço, sono, cólicas e enjoos: veja como se resguardar na 6ª semana de gravidez

Os primeiros sintomas da gravidezseios doloridos, vontade constante de fazer xixi, enjoos e aumento do apetite — também podem afetar a qualidade do sono. O conselho dos médicos é tentar descansar o corpo sempre que possível, mesmo que o sono não apareça.

Dicas

  • Durma sempre que tiver sono (cochilos durante o dia são muito bem-vindos);
  • Mantenha o quarto bem arejado e escuro e use roupas confortáveis;
  • Evite o uso de eletrônicos (televisão, computador, celular) próximo ao horário de dormir;
  • Procure ir para cama cedo e tente garantir de 10 a 12 horas de descanso por noite;
  • Pratique exercícios físicos leves, desde que liberados pelo médico;
  • Para evitar a ansiedade, informe-se sobre as etapas da gravidez e tire suas dúvidas com o médico durante as consultas do pré-natal;
  • Controle os enjoos fazendo refeições leves, principalmente à noite;
  • Evite jejuns prolongados que causam hipoglicemia nesta fase e aumentam os enjoos;
  • Após o almoço, procure tirar uma soneca ou pelo menos descansar por meia hora.

Proporcione uma experiência mais gostosa e segura tanto para você quanto para o seu bebê. Saiba mais no banner abaixo:

Segundo trimestre

A partir do quarto mês de gestação, os maiores obstáculos ao sono são as câimbras, a congestão nasal e o aumento da barriga, que pode dificultar encontrar uma posição confortável para dormir. Por outro lado, os níveis de progesterona continuam aumentando, mas num ritmo mais lento, diminuindo a sensação de cansaço ao longo do dia, e o aumento da barriga libera mais espaço para a bexiga — por isso a necessidade de ir ao banheiro com frequência diminui. Nessa fase, também é comum que a gestante tenha sonhos estranhos e que comece a roncar (sintomas normais e que tendem a desaparecer com a evolução da gravidez).

Dicas

  • Procure camisolas e pijamas confortáveis, que acomodem a barriga sem apertar ou incomodar;
  • Para driblar a falta de ar causada pelo aumento da barriga, eleve a cabeceira da cama (ou acrescente travesseiros) e faça exercícios de respiração;
  • Para evitar câimbras, consuma alimentos ricos em potássio e cálcio, como leite e banana;
  • Massagens com óleo ou creme hidratante nas pernas relaxam o corpo e favorecem uma boa noite de sono;
  • Experimente novas posições para dormir (deitar-se de lado costuma ser mais confortável).

Dica: 6 sintomas de gravidez que você não conhecia

Terceiro trimestre

A reta final da gestação costuma ser um pouco mais chata. É comum aparecerem sintomas como azia, câimbras nas pernas, síndrome das pernas inquietas e novamente a necessidade de ir ao banheiro com frequência, já que o bebê cresce e começa a pressionar a bexiga. Tudo isso somado à dificuldade de acomodar a barriga pode tornar a tarefa de dormir cada vez mais difícil. Apesar da qualidade do sono diminuir, é importante que a gestante descanse sempre que possível, seja durante a noite ou através de cochilos durante o dia.

Dicas

  • Deitar virada para o lado esquerdo facilita a circulação e oxigenação do corpo, e favorece o sono na gravidez;
  • Usar um travesseiro entre as pernas ou dois travesseiros na cabeça pode aumentar o conforto à noite;
  • Continue praticando exercícios físicos leves, mas evite-os durante a noite;
  • Se não conseguir dormir, tome um banho morno ou um copo de leite e só volte para a cama quando se sentir sonolenta;
  • Banhos mornos também são ótimos para aliviar as dores nas costas, comuns nos últimos meses de gestação;
  • Evite beber muito líquido antes de dormir para evitar a vontade de fazer xixi várias vezes à noite.

Saiba no banner abaixo algumas orientações para que o seu bebê chegue em um ambiente familiar confortável, organizado e muito seguro.

Dormir é fundamental para recuperar a energia e garantir uma gravidez tranquila, e com algumas adaptações na rotina é possível deixar esse momento mais agradável e se livrar da insônia. Futura mamãe, aproveite a gravidez para descansar, pois a chegada do bebê vai deixar suas noites muito mais agitadas. Ponha em prática nossas dicas e bons sonhos!

E você, teve problemas com o sono na gravidez? Tem uma dica infalível para não ficar contando carneirinhos a noite inteira? Conte pra gente nos comentários das redes sociais!

Categorias: Gravidez , Saúde na gravidez

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.