Gravidez

10 exames que irão te ajudar no pré-natal

O acompanhamento pré-natal é uma das etapas mais importantes da gestação para a saúde da mãe e do bebê. Através da realização dessas consultas médicas e exames é que a mãe pode evitar problemas que colocam em risco a sua saúde e a do seu filho, como as doenças cardíacas, a diabetes e o parto prematuro.

O pré-natal é realizado mensalmente e, durante esse período, vários exames são pedidos pelo médico para avaliar a condição da saúde da gestante. Confira nossa lista com os 10 exames que vão te ajudar no pré-natal!

Tipo sanguíneo e fator Rh

O tipo sanguíneo ajuda a identificar qual tipo de sangue pode ser utilizado pela mãe, caso exista a necessidade de alguma transfusão futura, e o fator Rh ajuda a evitar problemas de saúde para o bebê. O fator Rh é o positivo ou o negativo que acompanha o seu tipo sanguíneo, e deve ser identificado porque mães que apresentam fator negativo e têm filhos fator positivo, devem ser medicadas sempre logo após o parto e na maioria das vezes também em torno de 28 semanas, para evitar quadros de eritoblastose fetal em uma próxima gestação.

Esse exame é feito no primeiro trimestre da gestação, geralmente na primeira consulta com o médico, com uma simples coleta de sangue.

Dica: Por que o teste genético pré-concepção é importante?

Glicemia

O exame de glicemia é realizado para identificar a quantidade de glicose circulante no sangue. No caso da gestante, esse exame é realizado para diagnosticar uma possível diabetes gestacional, que coloca em risco a saúde do feto.

A glicemia é avaliada continuamente durante a gestação, em especial no primeiro e segundo trimestre, quando pode ser desenvolvida a doença. A taxa de glicose é medida através de um simples exame de sangue, realizado em jejum ou com um exame mais específico, se o médico achar necessário, chamado Curva Glicêmica (Teste de Tolerância à Glicose).

Toxoplasmose e rubéola

O exame de rubéola ou toxoplasmose é realizado através da medição de anticorpos produzidos pelo organismo quando em contato com essas doenças. Se os anticorpos forem identificados, é sinal de que a gestante já teve contato com a doença, ou que está infectada naquele momento. Ambas as doenças promovem complicações neurológicas e má-formação do feto se contaminarem a mulher durante a gestação.

Esses exames são realizados na primeira consulta do pré-natal, no segundo trimestre e repetida também ao final da gestação, no terceiro trimestre. As concentrações de anticorpos podem ser avaliadas através do exame de sangue.

Tire todas suas dúvidas sobre o ultrassom no banner abaixo:

Hepatite B, C e citomegalovírus

A identificação de doenças como a hepatite B, C e o citomegalovírus no organismo materno são essenciais para garantir a saúde do bebê pois elas podem influenciar no desenvolvimento do feto. Os anticorpos referentes ao contato da mãe com essa doença são avaliados por um médico através de um simples exame de sangue. O exame das hepatites e do citomegalovírus são realizados também nas primeiras consultas de pré-natal, no meio e ao final da gestação.

HIV e Sífilis

Identificar a presença do vírus HIV no organismo materno é importante para tratar precocemente a mãe evitando prejuízos no seu sistema imunológico, e principalmente evitar que a criança se contamine com o vírus após o nascimento através de tratamento medicamentoso da mãe durante a gestação, suspensão da amamentação e medicação para o bebê após o nascimento . A sífilis, se identificada, também deve ser tratada, para evitar a transmissão e os sintomas da doença na criança.

Esses exames de sangue são feitos sempre na primeira consulta do pré-natal, para estimular o tratamento precoce em caso de diagnóstico positivo, ou o tratamento preventivo.

Hemograma

O hemograma é um exame básico de sangue, capaz de avaliar a concentração de glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas no organismo da mãe, para diagnosticar quadros de anemia ou de baixa de imunidade, que podem influenciar na saúde da gestante e do bebê.

Esse exame sempre é realizado na primeira consulta do pré-natal e repetido frequentemente durante os trimestres da gestação.

Dica: 5 exames que uma mulher deve fazer antes de engravidar

Exame de urina

É realizado na gestante com o objetivo de identificar infecções urinárias ou outros sintomas de desconfortos relacionados ao trato urinário. O objetivo dessa identificação é tratar o possível sintoma, evitando que a mãe desenvolva infecções mais sérias, o que pode implicar em maior risco de parto prematuro.

Exame de fezes

Realizado com uma frequência menos comum do que os outros exames, é importante para ajudar a identificar a presença de alguma verminose no organismo materno. Essas verminoses podem causar quadros de anemia e baixa de imunidade nas gestantes, afetando o desenvolvimento do feto.

O exame de fezes só é realizado na primeira consulta do pré-natal e repetido quando a gestante apresenta sintomas ou suspeita de contágio durante os nove meses de gravidez.

Dica: 8 alimentos e vitaminas essenciais durante a gravidez

Papanicolau

Muitas mulheres acreditam que o Papanicolau não é um exame que faz parte da rotina da gestante, já que ele é realizado para avaliar a saúde do colo do útero. Porém, a realização desse exame é essencial para avaliar possíveis infecções, doenças ou corrimentos na região que podem comprometer a saúde do feto e da mãe.

O Papanicolau na gestante é realizado, geralmente, quando a mãe apresenta mais de um ano sem ter feito esse exame (dependendo do médico ou do serviço onde o pré natal está sendo realizado), e ele pode ser requisitado pelo médico na primeira consulta do pré-natal e ao longo de toda a gestação, quando julgar necessário.

Ultrassom

O ultrassom é um dos exames mais importantes e emocionantes do pré-natal. É através dele que o médico e a gestante acompanham o desenvolvimento do bebê, ao longo da gravidez. Ele é realizado, obrigatoriamente, em quatro situações:

O ultrassom pode ser realizado em outras situações, sempre que o médico achar necessário.

Quais dos exames citados acima você fez durante o seu pré-natal? Não se esqueça da importância que cada um deles tem para a sua saúde e a saúde do seu filho!

Categorias: Gravidez , Pré-natal

Tags: ,

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.