Gravidez

18 semanas de gravidez

As 18 semanas de gravidez simbolizam o início da última fase da gestação, mas ainda faz parte do primeiro semestre. É hora de redobrar os cuidados e fazer tudo que o obstetra mandar para que o bebê tenha uma boa estrutura para nascer com muita saúde.

Hoje, este guia das semanas de gravidez traz os principais detalhes sobre essa época tão importante da gestação. Nos próximos tópicos, você vai saber tudo sobre as mudanças no corpo da mulher, no desenvolvimento do bebê, os sintomas mais comuns da 18 ª semana, além de algumas dicas e curiosidades. Acompanhe!

Acompanhe cada estágio da sua gravidez com o aplicativo Semanas de Gestação. Clique no banner abaixo e acesse gratuitamente!

Desenvolvimento do bebê

As 18 semanas marcam, exatamente, o meio do segundo trimestre da gravidez. Neste momento, o sistema auditivo do bebê já está quase completo. Isso faz com que ele consiga escutar, por exemplo, os batimentos cardíacos da mãe.

Os pais, familiares e amigos também podem “conversar com a barriga” da mamãe. Apesar de o bebê ouvir apenas ruídos, ele vai entender as vozes e isso ajuda no reconhecimento depois do nascimento.

O cérebro ainda não está plenamente desenvolvido, mas é questão de poucas semanas para isso acontecer. Depois disso, ele passa a ter ainda um maior entendimento da formação das palavras destinadas a ele.

Algumas outras mudanças no desenvolvimento da criança na barriga da mamãe é que os olhos já estão bem mais sensíveis à luz. Ele também já consegue simular o movimento de respiração pelo tórax desenvolvido, as impressões digitais começam a surgir e o sistema digestório está quase pronto.

Dica: Você já se perguntou como acontece a respiração do bebê na gravidez?

Sintomas na fase gestacional

Esse é o momento em que a barriga começa a crescer mais e, junto desse crescimento, chegam alguns sintomas bem diferentes daqueles do primeiro trimestre.

Agora, em vez de enjoos e náuseas, a mulher passa a sentir mais dores na coluna e na própria região pélvica, por conta dos órgãos “espremidos” pelo útero e pelo feto.

Além disso, a mulher também pode ter coceiras pelo corpo e podem surgir espinhas, cravos e manchas na pele. Elas são mais comuns no rosto, mas algumas pessoas as desenvolvem também nas axilas.

Um sintoma que pode permanecer após os três primeiros meses é a tontura. Com as mudanças do corpo da mamãe e o crescimento do bebê, a tontura geralmente é benigna e pode ser consequência da queda do nível de açúcar no sangue, da queda da pressão arterial e das alterações hormonais. Mas de qualquer forma, avise sempre o seu médico.

Além disso, o útero maior pode comprimir as veias, o que faz com que a mulher desmaie ou fique com a pressão bem baixa.

O corrimento branco passa a ser comum nessa fase gestacional e a tendência é que aumente cada vez mais até a hora do parto. Mesmo sendo normal, informe sempre ao seu médico, com detalhes sobre cor, odor e textura, para que ele saiba o que ocorre com o seu corpo durante as 18 semanas de gravidez.

Mudanças no corpo da mãe

Além desses sintomas, a principal mudança no corpo da mamãe é o aumento da barriga. Ela pode estar nessa fase com até 6 quilos a mais do que antes da gravidez. Além disso, os seios continuam a crescer para gerar bastante leite ao bebê.

Outra mudança sentida pela mulher é a da localização do útero. Ele muda de posição e passa a comprimir alguns órgãos, veias e nervos. É aí que surgem as dores na região e também na coluna.

Clique no banner abaixo e tire suas dúvidas sobre a coleta e o armazenamento das células-tronco do cordão umbilical:

Cuidados com a saúde

A mamãe deve permanecer com os cuidados já indicados em semanas anteriores, além de seguir uma alimentação bem regrada, saudável e equilibrada — para não engordar muito, mas também para manter todos os nutrientes necessários para a saúde dela e do bebê.

Além disso, os exercícios físicos de baixa intensidade continuam a ser uma boa ideia. Você pode permanecer com as caminhadas ao sol antes das 10 horas e depois das 16 horas, ou fazer outras atividades. Natação, hidroginástica e pilates são algumas boas opções, principalmente para evitar ou aliviar as dores na coluna.

Se possível, sempre tenha orientação de um nutricionista e de um profissional de educação física para poder comer bem e realizar os exercícios da forma correta e na intensidade necessária.

Também é importante para algumas mamães que elas tenham acompanhamento psicológico quando necessário. Por mais que se sinta bem, a gravidez traz várias mudanças emocionais. Ter um acompanhamento especializado é muito bom para que os sentimentos da mulher com a gravidez e o nascimento da criança sejam trabalhados. A depressão pós-parto é real e precisa ser evitada.

Durante esse período, os exames mais comuns são os ultrassons. É o momento de descobrir o sexo biológico do bebê. Alguns bebês permitem essa descoberta antes, nas semanas 15 ou 16, mas outros demoram mais um pouquinho para revelar esse mistério.

Os ultrassons são muito importantes nessa fase, porque agora é o momento de prestar atenção no desenvolvimento de cada órgão, membro, e demais detalhes do corpo do neném. Por isso, esse tipo de exame é essencial no meio e no final da gestação.

Dica: Depressão na gestação e no pós-parto: entenda tudo sobre o assunto

Dicas e curiosidades das 18 semanas

Uma dica muito importante é usar as 18 semanas para finalizar tudo que você precisa comprar para o bebê: enxoval, móveis, roupas, objetos, primeiras fraldas, etc. Além de também fazer os chás, caso ainda não os tenha realizado.

Um momento especial pode estar para acontecer na 18 ª semana. Normalmente, é nessa época que o bebê começa a mexer, espreguiçar, bocejar e chutar a barriga da mamãe. Isso é marcante para a gestação, porque a mulher passa a sentir o bebê como um ser humano real e não apenas como um embrião em desenvolvimento.

Outra dica é tentar registrar esse momento! Vale fazer uma marcação no seu calendário, diário ou publicar nas redes sociais.

As 18 semanas também são ótimas para tirar fotos produzidas. A barriga está em um tamanho legal e você tem ainda disposição para fazer esse tipo de registro mais demorado e cansativo.

Passe a usar também roupas e sapatos mais confortáveis. A barriga vai crescer e os pés vão ficar inchados, então, quanto mais conforto, melhor.

As 18 semanas são a metade do segundo trimestre de gravidez, mas novas surpresas a aguardam na próxima semana. Continue com a gente e aprofunde-se sobre o que acontece na 19 ª semana!

Categorias: Gravidez , Segundo trimestre de gravidez

Mais de 100.000 mães acompanham nosso conteúdo!

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    Dra. Juliana Torres Alzuguir Snel Corrêa

    (CRM: 5279398-1)
    Residência Médica em Ultrassonografia Obstétrica e Geral;
    Ginecologia Infanto Puberal (criança e adolescente);
    Atua como ginecologista obstetra há 12 anos.

    Caro Leitor,

    A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez. Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas. A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.